Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017 | 04:06
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017, 11h:57
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Como congelar alimentos corretamente

Da coluna Bem-Estar

Por Pérola Cattini
Artigo de responsabilidade do autor

Istock Photos

Coluna Bem-Estar

A forma de armazenar e congelar a sua comida influencia na sua saúde, saiba mais

Com o cotidiano cada vez mais apertado, as pessoas têm menos tempo para cozinhar todos os dias. A solução é congelar a comida para ser consumida depois e não correr o risco de estragar ou ter que jogá-la fora.

Outro fator importante é que o consumidor pode separar um dia para cozinhar, fazer uma boa quantidade e congelar os alimentos para estarem prontos durante toda a semana. Isso facilita a organização, além de poupar tempo e dinheiro.

Mas, para isso, é preciso fazer da maneira certa para não acabar prejudicando em vez de ajudar. E uma dica bastante útil é ter uma geladeira duplex: ela é a mais apropriada para o congelamento por ser mais espaçosa, sendo possível ter uma melhor organização e disposição das porções no eletrodoméstico.

Vale dizer também que cozinhar seus próprios alimentos é muito mais saudável do que comprar comida congelada industrializada. Além de pensar na saúde, é uma alternativa muito mais econômica.

Armazenamento de comida: quantidade, tempo e recipientes adequados
Cada comida possui uma maneira correta de ser congelada, sem que seu sabor seja prejudicado ou alterado. É preciso que as porções sejam feitas nas quantidades certas, por isso, ter vasilhas e recipientes é extremamente necessário. Nunca recongele um alimento, isto é, se ele foi descongelado para o consumo, não o coloque de volta no congelador.

Mais uma dica valiosa é não congelar o alimento logo após prepará-lo: espere esfriar e então feche-o em um pote. Isso é essencial para manter as suas características depois de descongelá-lo.

Como existem muitos tipos diferentes de comida, os métodos para o congelamento também variam:

●    Hortaliças: para elas, é preciso realizar a técnica do branqueamento (lavar e colocar em água fervente por um curto espaço de tempo) e logo em seguida levá-las à água fria. Esse choque térmico interrompe o cozimento. Após fazer isso, basta secá-las bem, embalá-las e colocá-las na geladeira duplex. Esse processo é necessário para conservar a cor, o sabor e a textura, além de ajudar a combater a proliferação de bactérias.
●    Frutas: o primeiro passo é lavá-las e em seguida retirar seus caroços. Separe-as nos recipientes com as quantidades que serão consumidas e embaladas. Lembre-se: isso é ideal para quando elas forem consumidas em preparação de sucos, vitaminas, bolos, entre outros usos. Se for para comê-las in natura, não vale a pena congelar.
●    Carnes: as de boi, aves, peixes, porcos, entre outras devem ser limpas e todas as partes que não forem comestíveis precisam ser retiradas. Armazene a quantidade que será consumida para que não acabe ocupando espaço desnecessariamente no congelador.
●    Alimentos pré-preparados: devem ser feitos com pouco tempero e não ficar muito tempo no fogo. Após serem cozidos, o ideal é logo guardar as porções e deixá-las dentro do recipiente, em cima de outro pote com água fria e gelo. Após resfriar na geladeira, você pode colocá-los para congelar.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix