Campo Grande/MS, Domingo, 22 de Julho de 2018 | 04:45
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 18 de Fevereiro de 2018, 10h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

4 dicas para escolher a graduação certa

Por Débora Ramos

Da coluna Educação e Carreira
Artigo de responsabilidade do autor

Autoconhecimento e tranquilidade é importante para fazer uma boa decisão

Istock Photos

ColunaEducaçãoECarreira

Autoconhecimento e tranquilidade é importante para fazer uma boa decisão

Se você está no Ensino Médio, sabe da cobrança – dos pais, dos professores e da sociedade em geral – para que você escolha um curso de graduação. Conforme você vai chegando no terceiro ano, a pressão passa a ser cada vez maior. Para muitos estudantes essa fase é um martírio, pela dificuldade de escolher um curso de que lhe agrade pessoal e profissionalmente. Apesar disso, há algumas dicas que podem te ajudar nesse processo.

1 – Se conheça
Os educadores são unânimes em dizer que o estudante precisa se conhecer ao máximo antes de escolher um curso de graduação. Faça uma lista dos seus passatempos prediletos, das habilidades que você domina e tente descobrir quais combinações que podem ser aproveitadas em alguma profissão. Não se prenda a crenças limitantes, como o fato de terceiros te dizer no que você é bom ou não. Só quem pode descobrir isso é você.
       
Por este motivo, chegue a uma conclusão por conta própria. Você deve pedir ajuda e conselhos de outras pessoas – isso é parte importante do processo -, mas nunca trilhe um caminho desejado pelos outros, seja família, amigos ou professores. Aqueles que tiverem ao seu lado provavelmente vão apoiar sua decisão, independentemente de qual ela for.

2 – Faça testes vocacionais
Um teste vocacional sério possui educadores e psicólogos experientes para te ajudar a se conhecer melhor e as áreas com as quais você possui mais afinidade. Alguns processos incluem várias etapas, como preenchimento de questionários, avaliação com psicólogos e até mesmo conversa com profissionais que já estão no mercado de trabalho. Mas um alerta: a análise não é milagrosa. Ela não vai te dizer o que fazer, apenas vai apontar uma direção que você pode ou não seguir.

3 – Aprofunde-se
A pesquisa é a sua maior aliada no processo de escolher um curso e uma profissão. Converse com pessoas que já se formaram nas áreas de atuação na qual você se interessa, utilize a internet para encontrar informações sobre os cursos e sobre a carreira, fique por dentro sobre as possibilidades e oportunidades que o mercado de trabalho oferece para o recém-formado, bem como o profissional mais experiente.

Outra sugestão é pesquisar a grade curricular das faculdades que oferecem um determinado curso. Essa atitude vai te ajudar quando você ficar em dúvida sobre os resultados apresentados em um teste vocacional, por exemplo. Além disso, as faculdades possuem oferecem disciplinas obrigatórias e específicas, e, no segundo caso, elas podem variar de acordo com a instituição de ensino, assim como metodologias e enfoques em determinadas áreas.

4 – Relaxe
Sim, relaxe! Essa fase da vida é importante, mas não vai definir seu futuro. Muitas pessoas escolhem um curso e depois descobrem que não era realmente aquilo que elas gostariam. Errar faz parte da jornada. Pode ser que você não trabalhe a vida inteira na mesma profissão – até mesmo porque muitas nem existirão mais, devido ao ascensão tecnológica em vários setores.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix