Campo Grande/MS, Terça-Feira, 22 de Agosto de 2017 | 14:47
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Terça-Feira, 03 de Janeiro de 2017, 13h:32
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

A ausência petista nas prefeituras de MS

Da coluna Entrelinhas da Notícia

Por Marco Eusébio
Artigo de responsabilidade do autor

Daiane Becker/Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Ato de posse de Guilherme Monteiro (ao centro): sem transmissão de cargo

Em Jardim, cidade 239 km distante de Campo Grande, foi sentida a ausência do ex-prefeito Erney Cunha (PT) para fazer a transmissão do cargo ao novo prefeito Guilherme Monteiro (PSDB), ex-vereador que é filho do deputado licenciado como secretário estadual de Fazenda, Márcio Monteiro. Depois de não conquistar a reeleição, o petista enviou o advogado Max Lopes para representá-lo por meio de procuração. A propósito, o PT que em 2012 fez doze prefeitos, também ficou ausente das prefeituras de Mato Grosso do Sul. Seis mudaram de sigla após as eleições e os oito restantes, incluindo Erney, foram derrotados nas urnas.

 

 

  Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix