Campo Grande/MS, Terça-Feira, 25 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 11h:13
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Bolsonaro defende nomeação de “amigo” e ironiza “setores da imprensa” no Twitter

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Imagens Facebook e Twitter/OGlobo Reprodução

ColunaMarcoEusébio

Bolsonaro pediu votos em 2016 para o 'amigo particular' e a mensagem printada pelo O Globo com trecho que depois foi apagado

Jair Bolsonaro defendeu na sexta (11) no Twitter a nomeação do capitão da reserva da Marinha, Carlos Victor Guerra Nagem, para a Gerência de Inteligência e Segurança da Petrobras, e ironizou a imprensa por divulgar que o indicado é seu "amigo particular". Ao destacar o curriculo do capitão, chegou a escrever que "a era do indicado sem capacitação técnica acabou", mas esse trecho foi apagado. No tuite, Bolsonaro diz que embora o indicado seja "capitão-tenente da Marinha, mestre em Administração pela Coppead/UFRJ e funcionário da Petrobras há 11 anos", para "setores da imprensa" é apenas um "amigo de Bolsonaro". Depois, postou nova mensagem irônica pedindo "desculpas à imprensa" por indicar "inimigos paras postos em meu governo". As publicações do presidente ocorreram após o jornal O Globo divulgar vídeo de 2016 em que ele aparece pedindo votos para o "amigo particular", Capitão Victor, que conhece "há mais de 30 anos", para cadeira de vereador em Curitiba. Veja os posts do presidente.

 

 

• • • • •

 

Filho de Mourão foi promovido por 'competência', diz presidente do BB

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

ColunaMarcoEusébio

Rubem Novaes diz que Mourão filho é de sua 'absoluta confiança' e foi escolhido 'por competência' para sua assessoria

O novo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, respondeu na terça (08) em nota à imprensa, questionamentos sobre sua decisão de promover o filho do vice-presidente da República Hamilton Mourão, Antonio Hamilton Roussel Mourão, com salário de R$ 36 mil, três vezes maior do que recebia no banco. "Mourão [filho] é de minha absoluta confiança. Foi escolhido para minha assessoria e nela continuará, em função de sua competência. O que é de se estranhar é que não tenha, no passado, alcançado postos mais destacados no banco", afirmou.

 

• • • • •

 

'Honestidade e competência não eram valorizados' diz Mourão sobre o filho

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

ColunaMarcoEusébio

Mourão: 'Em governos anteriores, honestidade e competência não eram valorizados'

Após a repercussão sobre a nomeação de seu filho Antonio Hamilton Roussel Mourão, como assessor do novo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, promoção que triplicou seu salário para R$ 36 mil, o vice-presidente Hamilton Mourão escreveu na terça (08) no Twitter: "Meu filho, Antônio, ingressou por concurso no BB há 19 anos. Com excelentes serviços, conduta irrepreensível e por absoluta confiança pessoal do Presidente do Banco foi escolhido por ele para sua assessoria. Em governos anteriores, honestidade e competência não eram valorizados."

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix