Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 07h:53
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Gilmar Mendes defende que provas ilegais podem ser usadas, ao falar do caso Moro

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Carlos Moura/STF

ColunaMarcoEusébio

Gilmar diz que se algum condenado tiver 'alguma prova ilegal' de que não é autor do crime, essa prova pode ser usada

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo, disse ontem que provas colhidas ilegalmente podem ser usadas em processos, ao ser indagado sobre conversas de Sérgio Moro e de procuradores da Lava Jato de Curitiba, por celular, publicadas no site The Intercept Brasil - informa o Estadão de S.Paulo. Conforme o jornal, indagado se eventuais provas colhidas ilegalmente poderiam ser anuladas, Gilmar respondeu: “Não necessariamente, porque se amanhã alguém tiver sido alvo de uma condenação, por exemplo, por assassinato e aí se descobriu por alguma prova ilegal que ele não é o autor do crime, se diz em geral que essa prova é válida”. Ao publicar as declarações de Gilmar Mendes, o site O Antagonista questiona: "Ele está dizendo que as mensagens roubadas provam que Lula não embolsou propina? É isso mesmo?"

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix