Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 23 de Agosto de 2017 | 08:05
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Segunda-Feira, 17 de Abril de 2017, 13h:10
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Reforma não vai exigir 49 anos de trabalho para aposentar com o teto, diz Marun

Da coluna Entrelinhas da Notícia

Por Marco Eusébio
Artigo de responsabilidade do autor

Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Arthur Maia, relator, e Marun, presidente da comissão da reforma da Previdência

A necessidade de 49 anos de contribuição para que o trabalhador consiga o valor máximo de sua aposentadoria, não estará presente na proposta de reforma da Previdência em trâmite na Câmara. A afirmação foi feita pelo presidente da comissão que analisa a matéria na Casa, Carlos Marun (PMDB-MS). "O relator está analisando várias alternativas, fazendo as últimas contas", disse o deputado ao site UOL antes do feriado. O mais provável esse tempo de contribuição seja fixado em 40 anos. O teto atual das aposentadorias do INSS é de R$ 5.531. A alternativa avaliada pelo relator Arthur Maia (PPS-BA), conforme a agência Reuters, é que o ponto de partida de cálculo de aposentadoria – mínimo que o aposentado receberia – previsto para 51%, passaria a 60%. Como com cada ano a mais de contribuição o trabalhador ganha um ponto percentual, seriam necessários 40 anos para chegar a 100%.

 

 

  Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix