Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Tentativa do goleiro Bruno de se livrar de paternidade é rejeitada pela Justiça de MS

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Fotos TJMS e Reprodução/Arquivo

ColunaMarcoEusébio

Desembargador Júlio Roberto, relator do caso, negou apelação do goleiro Bruno e foi seguido pela maioria dos pares

Condenado a 23 anos e dois meses pela morte de Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza teve negado pela maioria dos desembargadores da 4ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) recurso em que pretendia realizar exame de DNA para tentar provar que não seria pai do filho da vítima, o Bruninho, e assim anular o registro civil do garoto e ficar livre de pagar pensão alimentícia fixada, em 2012, pela Justiça, em 17,5% de seu rendimento. Em seu voto, seguido pela maioria, o desembargador relator Júlio Roberto Siqueira Cardoso diz que Bruno tentou repetir no TJMS recurso que tentou sem sucesso no TJ do Rio de Janeiro e manteve a decisão de primeiro grau. "A atitude do apelante só se presta para tentar gerar incerteza jurídica e afetar, de forma inaceitável, o ato jurídico perfeito, e contribuir para o desprestígio do próprio Poder Judiciário", escreveu.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix