Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 18h:29
Tamanho do texto A - A+

Banco condenado a ressarcir cheque de R$ 29 mil

Réu pagará mais R$ 2,221 mil referentes a gastos de viagem da vítima

Elaine Silva
Capital News

Deurico/Arquivo Capital News

Foto ilustrativa de justiça, dama da justiça, estatua, fórum, TJMS

.Médico ainda foi indenizado por todas as viagens que realizou.

A 7ª Vara Cível de Campo Grande condenou um banco da Capital a pagar R$ 29.410,00 referente ao valor do cheque recebido pelo autor e que foi extraviado pelo banco. Além disso, o réu foi condenado ao pagamento de R$ 2.221,00 referente aos gastos da viagem do autor para tentar resolver o problema.

 

Conforme a assessoria o banco afirmou  que não emitiu o cheque e sim o sindicato, razão pela qual a dívida deve ser cobrada do sindicato. Conforme os relatos o médico aposentado pela Prefeitura de Campo Grande, se mudou para a cidade de João Pessoa, porém havia prestado serviços de perícia a um sindicato, que foi paga por meio do cheque depositado em sua conta-corrente, o qual foi apresentado e devolvido pela primeira vez no dia 15 de outubro de 2015 e pela segunda vez no dia 16 de novembro de 2015;. 

 

O médico afirmou que cheque foi extraviado pela instituição financeira, tendo por diversas vezes tentado resolver a situação, inclusive se deslocando de João Pessoa até Campo Grande. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix