Campo Grande/MS, Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 11h:53
Tamanho do texto A - A+

Dívidas do IPVA podem ser parceladas em até 10 vezes

Sefaz destaca que é possível realizar a operação através do site ou junto às agências fazendárias.

Flavia Andrade
Capital News

Governo-MS/Cedida

Afonso Pena será interditada para pedalada comemorativa

agentes farão o reordenamento do fluxo de veículos com o apoio da Polícia Militar de Trânsito e Agetran

 

A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) informa aos contribuintes sul-mato-grossenses que estão em atraso com o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) que é possível realizar o parcelamento da dívida. De acordo com a Sefaz, a operação pode ser realizada via site ou através das agências fazendárias (Agenfas) espalhadas pelo Estado. A legislação estadual garante ainda parcelamento para dívidas até 2018, que não estejam inscritos em dívida ativa deste tributo, em até dez vezes.

 

Segundo dados do Portal da Transparência do Governo do Estado, do total de guias lançadas do IPVA 2019, no valor de R$ 695,2 milhões, chegaram aos cofres públicos entre os meses de janeiro e dezembro R$ 578,5 milhões, ou seja, ainda existe um saldo de R$ 116,7 milhões devidos.

 

Para o secretário da pasta, Felipe Mattos, “o proprietário paga uma multa referente ao atraso e pode parcelar em até dez vezes o valor devido. Para a consulta é preciso ter em mãos o documento do veículo”, aponta.

 

O contribuinte pode dirigir-se pessoalmente às Agenfas em caso de dúvidas, em seus respectivos municípios, munidos de documentos pessoais e do veículo ou ainda procurar a Coordenadoria de Fiscalização do IPVA e do ITCD, que fica em Campo Grande, na avenida Fernando Corrêa da Costa, 858, das 7h30 às 17h30. A secretaria disponibiliza ainda os telefones (67) 3316-7513 / 7534/ 7541 para mais informações.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix