Campo Grande/MS, Terça-Feira, 23 de Julho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 08h:51
Tamanho do texto A - A+

ELEKTRO perde ação na justiça por causa de corte indevido

O caso aconteceu no fim do ano passado e morador lesado recorreu a Justiça após 20h sem luz e sera indenizado

Juliana Brum
De Três Lagoas para Capital News

 

Juliana Brum/Capital News

ELEKTRO perde ação na justiça por causa de corte indevido

Moradores reclamam das altas taxas cobradas pela Elecktro

Usuário da Elecktro de Três Lagoas ganha ação de indenização por corte de luz indevido em dezembro de 2018, e agora em Junho Juiz deu ganho de causa e mandou a empresa indeniza.lo  com R$8 mil reais como ressarcimento devido os transtornos causados.

 

A questão aconteceu em 20 de dezembro do ano passado quando o morador teve sua energia cotada, por engano da companhia de energia da cidade, a ELEKTRO que foi cortar a energia do vizinho e desligou a dele que estava em dia. Na hora o usuário prejudicado ligou para a empresa que confirmou ter errado e feito o corte indevidamente. Ele explicou que já foi funcionário da empresa em questão e sabia que quando acontece aros desta natureza a empresa e obrigada a religar a energia em ate 4h, o que não aconteceu o deixando mais de 20 horas no escuro.

 

Na noite do episodio ele e a família, tiveram que ir para um hotel da cidade, pois ficaram sem energia alguma na casa. Ele explicou que tem o debito em conta justamente ara não passar or problemas de esquecimento e entrou na justiça não pelo valo da indenização, mas porque a empresa foi negligente e ele e sua família se sentiram lesados.  “A questão da indenização não foi  grande, mas vale sim i ressarcimento porque devemos levar em conta as 20h que ficamos sem energia. Faltaram com a verdade e o serviço atual da empresa anda precário” explicou o homem que teve seu caso reconhecido pela Justiça.

 

Ainda contou que teve custas com advogado, mas que o Juiz entendeu a situação e agora em julho deve receber da empresa o valor decretado pelo Juiz.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix