Campo Grande/MS, Sábado, 21 de Outubro de 2017 | 23:50
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Segunda-Feira, 09 de Outubro de 2017, 18h:34
Tamanho do texto A - A+

Em nove meses, Governo economiza R$ 1,2 mi com manutenção de carros oficiais

Executivo chega a economizar até R$ 2.378,50 a cada serviço de conserto, com o chamado com leilão reverso

Flávio Brito
Capital News

David Majella

Em nove meses, Governo economiza R$ 1,2 mi com manutenção de carros oficiais

De janeiro a setembro deste ano, 6.163 processos de manutenção foram analisados

O governo do Estado já economizou mais de R$ 1,2 milhão com o chamado leilão reverso para a manutenção da frota de veículos oficiais, segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Administração e Desburocratização. Na prática, quando um veículo oficial quebra ou requer qualquer tipo de manutenção, o órgão responsável pela utilização daquele veículo através do seu gestor de frota abre um processo de manutenção e paralelo a isso já solicita um orçamento em uma das 400 oficinas cadastradas no sistema de gerenciamento de frota do Governo do Estado.

Com orçamento em mãos, o gestor do órgão confere a descrição do serviço que foi solicitado e aprovado é encaminhado à coordenadoria de transporte para o início do leilão reverso. Antes, porém os peritos da SAD avaliam através de perícia técnica se o serviço solicitado é realmente necessário. Com a abertura do leilão reverso, que é totalmente monitorado, inclusive por auditores, por meio do sistema, as oficinas cadastradas têm acesso à descrição do serviço, incluindo peças e mão de obra para apresentarem suas propostas.

Segundo o superintendente de Patrimônio e Transporte, José Alberto Furlan, de janeiro a setembro deste ano, 6.163 processos de manutenção foram analisados e periciados pela Coordenadoria de Transporte. O prazo limite para apresentação de propostas é de até cinco dias, segundo Furlan, mas em casos mais simples como, por exemplo, a substituição de uma bateria, o leilão é finalizado no mesmo dia e devolvido via sistema com a empresa vencedora para que o órgão providencie o empenho.

Em julho, por exemplo, um veículo Ford Focus Sedan, fabricado em 2011, utilizado no trabalho administrativo da Secretaria de Direitos Humanos e Assistência Social, de entrada no leilão reverso com orçamento estimado em R$ 5.518 com serviço que incluía toda retífica de motor e câmbio e após três dias, o processo foi finalizado no valor de R$ 3.144, contabilizando uma economia de R$ 2.378,50 aos cofres estaduais. Ainda em julho, uma Camionete Amarok quatro×4 utilizada pelo Departamento Estadual de Trânsito, deu entrada no leilão reverso para o serviço de substituição de lubrificantes e troca de peças do radiador e correia dentada no valor de R$ 3.620 e após dois dias o orçamento foi finalizado em R$ 1.792, uma economia real de R$ 1.828.

“O leilão reverso é uma ferramenta importante para o governo, porque através dessa ação, que é monitorada e acompanhada por todas as empresas que participam desse processo é que efetivamente conseguimos negociar nos preços de mão de obra, de peças e garantia no serviço oferecido”, garante o secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix