Campo Grande/MS, Sábado, 18 de Novembro de 2017 | 12:55
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sexta-Feira, 14 de Julho de 2017, 17h:06
Tamanho do texto A - A+

Entidades firmam parceria para o Programa Educação Empreendedora

Mais de 2.700 jovens serão atendidos até 2018

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação/Assessoria

Entidades firmam parceria para o Programa Educação Empreendedora

Mais de 2.700 jovens serão atendidos até 2018

Nesta quinta-feira (13), o Sebrae e o Instituto Mirim de Campo Grande (IMCG), através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, de Ciência e Tecnologia e Agronegócio (Sedesc), a parceria visa capacitar 2.790 mirins até 2018, através do Programa Educação Empreendedora.

Aproximadamente 20 professores da instituição receberão capacitação entre treinamento e metodologia, para que em Agosto, inicie o projeto, onde os jovens contarão em sua grade com curricular com as disciplinas Crescendo e Empreendendo, direcionada ao Ensino Médio; e Empreendedorismo, voltada ao ensino profissional e dividida entre os módulos “Atitudes Empreendedoras e tipos de Empreendedorismo” e o “Mundo do Trabalho”.

De acordo com Maristela França, diretora técnica do Sebrae/MS, “Acreditamos que atitudes e parcerias como essa fazem toda a diferença para o futuro dos cidadãos.Temos casos de mirins que viraram funcionário, gerente e agora são empresários”, pontua diretora.

Segundo Luiz Fernando Buainain, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, de Ciência e Tecnologia e Agronegócio (Sedesc), “É o empreendedorismo o meio pelo qual se criam negócios, emprego e renda, estimulando a economia. Se esse programa estiver em todo o estado, com certeza teremos uma geração de pessoas ainda melhor”, afirma Buainain.

Já para Mairy Batista, presidente do IMCG, “Nosso objetivo é efetivamente proporcionar ao adolescente em situação de vulnerabilidade social o empoderamento da sua condição de ser humano e trabalhador. Essa parceria garante realmente a chance para que esse jovem possa concorrer de maneira justa e com qualidade no mercado, já que hoje, infelizmente, nosso país possui diferenças sociais gritantes e não garante oportunidades iguais para todos” conclui Mairy Batista.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix