Campo Grande/MS, Terça-Feira, 21 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 14h:31
Tamanho do texto A - A+

IFMS anuncia mobilização dos estudantes para esta quarta-feira

Em defesa do orçamento da instituição estão previstas ação nos dez municípios onde a instituição tem campus

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação

Semana do Meio Ambiente começa nesta quarta-feira em Ponta Porã

Estudantes realizam ações em defesa do orçamento da instituição em diversas cidades do Estado

 

Nesta quarta-feira (15), os estudantes do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) estão realizando ações, em defesa da educação profissional e tecnológica nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

 

Organizados pelos grêmios estudantis, com o apoio da gestão de cada campus e de servidores - buscam chamar a atenção da sociedade sobre o bloqueio de crédito orçamentário anunciado pelo Governo Federal no dia 30 de abril. A medida traz impactos no orçamento de instituições de ensino federais, inclusive do IFMS.

 

Em Aquidauana, a mobilização será na Praça dos Estudantes (Rua Teodoro Rondon, 723, Centro), das 8h às 11h e das 14h às 17h, com a apresentação de projetos de robótica. Ao final, está prevista uma caminhada até a Praça da Matriz.

 

Já em Campo Grande será a partir das 9h30, no campus do IFMS, no Bairro Santo Antônio. Às 10h, os participantes seguirão até o canteiro central da Avenida Duque de Caxias, onde ficarão mobilizados até o final da manhã. A partir das 14 horas, será realizada uma mostra científica e cultural na Praça Ary Coelho.

 

Conforme informações do IFMS, em Corumbá, os estudantes farão a divulgação de ações de ensino, pesquisa e extensão no campus da instituição durante todo o dia. O IFMS está localizado na Rua Pedro de Medeiros, s/nº, Bairro Popular Velha.

 

No município de Coxim, serão realizadas rodas de conversa com os estudantes sobre o bloqueio de crédito orçamentário e suas consequências. Estão previstas atividades nos períodos da manhã e tarde, na biblioteca do campus.

 

Em Dourados, estudantes do IFMS farão a apresentação de trabalhos de pesquisa na Praça Antônio João, no centro da cidade, nos períodos da manhã e da tarde.

 

Em Jardim, a ação terá início às 7 horas, na Praça do Encontro, com exposição de banners de trabalhos científicos e "aulões" sobre o bloqueio de crédito orçamentário e a história da educação profissional no Brasil.

 

Estudantes e servidores do IFMS em Naviraí farão o abraço simbólico do campus, ação semelhante a que ocorreu nessa segunda-feira, 13, nos outros nove municípios onde a instituição tem unidades. A mobilização não havia sido realizada devido ao feriado municipal em homenagem à padroeira de Naviraí.

 

Em Nova Andradina, a concentração terá início às 8 horas, na Praça das Águas, seguida de uma caminhada até a Praça das Luzes, onde estão previstas exposição de banners de pesquisa e apresentações artísticas e culturais.

 

No município de Ponta Porã, a mobilização está marcada para começar às 8 horas, na Avenida Brasil (em frente aos Correios). A partir das 8h30, haverá exposição de projetos de pesquisa. Às 14h30, a concentração será no Parque dos Ervais, com apresentações artísticas e rodas de conversa.

 

Em Três Lagoas, estudantes e servidores estão programando uma marcha do campus do IFMS até a Praça Ramez Tebet, onde ficarão mobilizados. A concentração será a partir das 7 horas.

 

Bloqueio de Crédito - De acordo com o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), do qual o IFMS faz parte, cerca de R$ 900 milhões estão bloqueados, o que representa de 37% a 42% dos recursos de custeio previstos para o funcionamento das unidades.

 

No caso do IFMS, dos R$ 40 milhões previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2019, quase R$ 17 milhões estão bloqueados. O valor é referente a 42% das despesas discricionárias, o que inclui investimentos em obras e aquisição de equipamentos, além do custeio para a manutenção.

 

Nessa segunda-feira, 13, gestores do IFMS se reuniram para discutir os impactos do bloqueio de crédito. A orientação aos diretores de campi, pró-reitores e diretores sistêmicos é manter o planejamento previsto para o primeiro semestre. No final do mês que vem, será feita uma nova avaliação para saber como será o cenário no segundo semestre.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix