Campo Grande/MS, Sábado, 26 de Maio de 2018 | 00:26
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 17 de Maio de 2018, 11h:51
Tamanho do texto A - A+

Longe do júri, acusado em assassinato é condenado a 14 anos de prisão

O réu faltou aos dois julgamentos e está com a prisão decretada

Laura Holsback
Capital News

Wilson Correa de Arruda foi condenado a 14 anos de prisão, em regime fechado. Ele foi acusado pelo assassinato de Ewerton Ferreira dos Santos, ocorrido no dia 15 de maio de 2010. O julgamento foi nesta quarta-feira (16) na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. O crime foi no Jardim das Macaúbas, próximo ao estabelecimento comercial conhecido como "Conveniência do Seu João". No local, Ewerton foi morto a tiros.  

 

Divulgação

tribunal do júri

Julgamento foi ontem, no Tribunal do Júri

De acordo com o Tribunal de Justiça, o Ministério Público defendeu a condenação por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. A Defensoria Pública sustentou as teses da absolvição por inexigibilidade de conduta diversa e clemência, subsidiariamente, o privilégio do relevante valor moral, bem como a exclusão das qualificadoras.

 

O Conselho de Sentença, por maioria de votos declarados, acompanhou a tese do MPE e condenou o acusado nos termos da pronúncia. A defesa do réu não compareceu à sessão de julgamento, fez as alegações finais em favor do acusado, ficando caracterizado o abandono do processo. Segundo a decisão, fica mantida a multa arbitrada à advogada no valor de R$ 9, 5 mil.

 

O acusado não compareceu e foi considerado revel. Ele teve a prisão preventiva decretada desde a falta ao primeiro julgamento. 

 

O juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluizio Pereira dos Santos, considerou a conduta social e a personalidade do réu desfavoráveis, por haver notícias nos autos de que voltou a delinquir, sendo processado por outro crime de homicídio praticado na comarca de Nioaque.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix