Campo Grande/MS, Terça-Feira, 25 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 17h:37
Tamanho do texto A - A+

Materiais escolares têm variação de preço de mais de 900%, divulga Procon

Pesquisa foi realizada em sete papelarias de Dourados

Caroline Carvalho
Especial para Capital News

O Procon comparou o preço de 70 itens da lista de materiais escolares de toda a cidade de Dourados e encontrou uma diferença de mais de 900% em alguns itens. O levantamento foi realizado nesta sexta-feira (11) em sete estabelecimentos comerciais do município.

 

Divulgação/Assessoria

Materiais escolares têm variação de preço de mais de 900%, divulga Procon

Procon comparou preços de 70 itens da lista de materiais escolares

Em termos percentuais, a maior diferença encontrada foi no papel almaço com pauta (938,46%), seguido de fita adesiva durex (622,22), cola colorida (445,45) e apontador lápis simples sem depósito (406,67). Para se ter uma ideia, o primeiro item foi encontrado por R$1,35 em uma papelaria, enquanto em outra custava R$ 0,13.

 

Segundo o diretor do Procon/Dourados, Mario Julio Cerveira, sempre vale a pesquisa e a busca pelo menor preço. Além disso, para conseguir um bom desconto, é sempre bom ir às compras com outros pais. “Os preços dos produtos podem ter variações consideráveis de um estabelecimento para outro, inclusive  por ocasião de descontos especiais, promoções e, principalmente, diferença de marcas. Por isso, o consumidor deve fazer uma pesquisa em vários estabelecimentos, negociar descontos e prazos para pagamento. A compra em conjunto pode facilitar as negociações”.

 

O diretor do Procon também menciona que para garantir o orçamento doméstico no início do ano, já bastante comprometido com as faturas de compras do final do ano passado, “é fundamental racionalizar a compra de material escolar, buscando aproveitar materiais utilizados no ano anterior, que estejam em boas condições de uso”. Outra dica importante é promover e participar da troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes.

 

Por último, para além do preço, é preciso se atentar também à qualidade e procedência dos produtos, para que consumidor não precise ir novamente às compras em busca de materiais que à princípio deveriam durar até o final do ano letivo.

 

Veja pesquisa completa AQUI.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix