Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 14 de Março de 2018, 11h:49
Tamanho do texto A - A+

Prefeitura descentraliza emissão do cartão SUS em Campo Grande

Ideia é proporcionar o vínculo do paciente com a equipe da UBS/UBSF mais próxima

Laura Holsback
Capital News

Emissão e atualização de dados do Cartão SUS foram descentralizadas em Campo Grande. Agora, os serviços podem ser feitos em todas as unidades básicas de saúde (UBS) ou de saúde da família (UBSF). Anteriormente, o era oferecido em um único local. 

 

Divulgação/Prefeitura

Prefeitura descentraliza emissão do cartão SUS em Campo Grande

Atendimento é feito em qualquer unidade de saúde, desde fevereiro

Segundo a prefeitura, a ideia é proporcionar o vínculo do paciente com a equipe da UBS/UBSF mais próxima, além de fortalecer a estrutura da área de abrangência da unidade, envolvendo médicos, enfermeiros, técnicos, administrativos, agentes comunitários e outros profissionais.

 

Os dados do paciente no Cartão SUS precisam estar atualizados, pois com estas informações é que o Sistema de Regulação (SISREG) entra em contato com o paciente para informar o agendamento de consultas com especialistas, realização de exames e outros procedimentos.

 

O Cartão SUS também é exigido nas empresas ao contratar um novo funcionário, em escolas públicas e privadas, planos de saúde e convênios médicos, ao emitir passaporte, Carteira de Trabalho e para beneficiários de programas sociais, como o Bolsa Família, além de ser obrigatório ao tomar posse em concurso público.

 

O paciente que precisa emitir ou atualizar o Cartão SUS deve procurar a UBS/UBSF mais próxima da residência, portando a Carteira de Identidade (RG), CPF e um comprovante de residência, sendo que este último pode ser substituído pela Carteira de Trabalho com registro atualizado de emprego em Campo Grande ou comprovante de exame admissional, comprovante de matrícula em escola municipal, estadual ou privada, informe de dados do Número de Identificação Social (NIS) e ficha de cadastro junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) – no caso de aposentados.

 

Os casos complexos, como população com restrição de liberdade, moradores de áreas ocupadas ou invadidas, pacientes internados sem dados cadastrais ou incompletos e de estrangeiros, continua com o atendimento no Complexo Regulador – prédio em frente da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) de Campo Grande.

 

O responsável pelo Cartão SUS em Campo Grande, Flávio Kenzo Miyashiro, garante que a descentralização beneficia o paciente. “Com a descentralização, além de fortalecer o vínculo com a unidade de saúde, o paciente pode fazer isso na UBS ou UBSF próximo da casa dele.”

 

Para emitir ou atualizar os dados o usuário de saúde deve procurar a unidade mais próxima e verificar a disponibilidade para a realização do procedimento que pode ser realizado de forma espontânea ou agendada, dependendo do fluxo de cada local. “Estamos trabalhando para incentivar as UBS e UBSF para que este procedimento ocorra de segunda a sexta-feira e não somente em dias programados”, explica Kenzo.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix