Campo Grande/MS, Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 | 01:22
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 25 de Julho de 2017, 07h:16
Tamanho do texto A - A+

Procuradoria Geral de Três Lagoas apura possível corrupção e lavagem de dinheiro em obra da UFN3

Denúncia teria sido feita há um mês ao Ministério Público Federal e foi prorrogada por 30 dias

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

Procuradoria Geral de Três Lagoas apura possível corrupção e lavagem de dinheiro em obra da UFN3

Prazo para investigação dos possíveis crimes encerra em 30 dias

A Procuradoria Geral de Três Lagoas investiga a possibilidade crimes como sonegação fiscal, descaminho, sonegação previdenciária, lavagem de dinheiro e corrupção na obra de construção da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN3), pertencente a Petrobrás, em Três Lagoas. A informação é do jornal Correio do Estado desta segunda-feira (24).

Conforme a publicação, a denúncia teria chegado ao Ministério Público Federal através do Portal Cidadão. O órgão deu a incumbência da investigação ao procurador de Três Lagoas, Jairo Silva, que teve o prazo para apuração prorrogado em mais 30 dias. Caso mais provas sejam encontradas, o caso poderá envolver também a Polícia Federal.

Divulgação

Procuradoria Geral de Três Lagoas apura possível corrupção e lavagem de dinheiro em obra da UFN3

 

Negociações para venda
A unidade está próxima de ser vendida a um grupo chinês que pretende concluir as obras, que estão paralisadas há dois anos e assumir o controle da indústria. No início do mês, a Petrobrás assinou um memorando de entendimento com a Corporação Nacional de Petróleo da China (CNPC), que dá início a negociações para uma possível venda.

No mês passado, o juiz da 1ª Vara de Três Lagoas suspendeu a ação do Ministério Público Federal (MPF) que proibia a venda da unidade e obrigava o retorno das obras que estão paralisadas desde 2014, com 80% dos trabalhos concluídos. Ao todo mais de R$ 3 bilhões foram investidos.

Desde março, após declaração pública de intenção de venda da Petrobrás, o Tribunal de Contas da União liberou o início das negociações, tendo um grupo chinês como principal candidato a compra da unidade, arcando também com as dívidas com os fornecedores da cidade, que já superam R$ 38 milhões.

A expectativa era de que a UFN3 produzisse cerca de 1,2 milhão de toneladas de ureia, reduzindo assim a dependência brasileira de fertilizantes importados, atendendo as principais regiões produtoras do país. Com a fábrica, mais de sete mil empregos seriam gerados e serviria de impulso a economia de Mato Grosso do Sul, quando em operação.

Divulgação

Procuradoria Geral de Três Lagoas apura possível corrupção e lavagem de dinheiro em obra da UFN3

Prazo para investigação dos possíveis crimes encerra em 30 dias

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix