Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 22 de Setembro de 2017 | 02:23
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 18 de Maio de 2017, 15h:11
Tamanho do texto A - A+

Santa Casa de Campo Grande realiza mais um transplante de rim

Ao todo são cinco rins transplantados, sendo três de paciente falecidos e dois de pacientes vivos

Cristiano Arruda
Capital News

Divulgação/Assessoria

Santa Casa de Campo Grande realiza mais um transplante de rim

Pai doou o rim para o filho de 21 anos

A Santa Casa da capital realizou mais um transplante renal com doador vivo, nesta terça-feira (16).  Desta vez, o pai Ailton Santana de 43 anos, doou um dos rins para o filho, Paulo Eduardo Aldavez Santana 21.

Há pouco mais de um ano Paulo aguardava na fila para transplante. Ele era renal crônico e sofria de uma insuficiência renal não especificada que agravou ainda mais o seu quadro. Sua rotina baseava-se em hemodiálise três vezes por semana desde o ano passado.

O pai conta emocionado que quando os resultados dos exames deram compatíveis, ficou muito feliz, “eu fiquei muito feliz quando a doutora me disse que eu era compatível. Minha esposa, minha irmã e algumas pessoas da família também fizeram os testes, mas meu coração já dizia que seria eu o doador. Eu tinha quase 100% de certeza disto”, afirma emocionado.

Durante a festa de fim de ano, Paulo Eduardo, passou muito mal e seu quadro agravou rapidamente. Seus dois rins já estavam muito comprometidos e o tratamento de hemodiálise não bastava mais. O jovem estava com seu órgão atrofiado e seu diagnóstico era irreversível, sendo preciso o transplante com urgência. “Ele trabalhava, era ativo, mas devido à gravidade ficou “encostado” recebendo benefício e dedicando-se a hemodiálise. Agora com o transplante, tenho certeza que as coisas vão mudar pra melhor”.

Divulgação/Assessoria

Santa Casa de Campo Grande realiza mais um transplante de rim

Santa de Campo Grande voltou a realizar transplantes de rim no ano passado

 
Na manhã desta quinta-feira (18), o receptor comemora o transplante e se diz esperançoso para voltar a sua vida normal. “Eu pensei que nunca mais iria sair da dependência de uma máquina. Hoje, minha esperança de viver uma vida melhor foi renovada”, afirma Paulo. De acordo com a médica que atualizou o estado de saúde dos pacientes, Dra. Patrícia Zanata, ambos estão se recuperando bem. O doador, Ailton Santana, está com uma possível previsão de alta para esta sexta-feira (19). E o receptor, Paulo Eduardo, está correspondendo dentro do esperado e sem alterações nos exames.

A equipe médica responsável pelo transplante foi composta pelos médicos urologistas Dr. Adriano Lyrio, Dr. Waldemar Abe, Dr. Guilherme Stangarlin, além das médicas nefrologistas, Dra. Patrícia Zanata e Dra. Rafaella Campanholo.

A Santa de Campo Grande voltou a realizar transplantes de rim no ano passado. Até agora foram realizados cinco transplantes de rins, sendo três de doadores falecidos e dois de doadores vivos.
Os médicos lembram a importância da doação de órgãos em vida para salvar vidas. Isto é possível com a sinalização para familiares sobre a intenção de ser um doador de órgãos.    

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix