Campo Grande/MS, Sábado, 25 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sábado, 06 de Abril de 2019, 11h:36
Tamanho do texto A - A+

Sedhast descobre famílias com renda superior a R$3 mil reais que recebia Bolsa Família

O Estado adianta que vai intensificar o combate à fraude

Juliana Brum
De Três Lagoas para o Capital News

Jefferson Rudy/Agência Senado

Orçamento não tem espaço para reajuste do Bolsa Família, diz secretário

Família com renda acima do permitido foi desmascarada e não recebera mais o programa

O Governo  do Estado através da Sedhast  descobriu um grande número de famílias no Estado que com renda maior do que a permitida recebiam Bolsa Família dentre estes casos um deles acontecia  em Três Lagoas com  uma família com três pessoas que tinha uma renda mensal de R$ 3.372 e vinha sendo  beneficiada pelo Vale Renda.

Conforme a assessoria de imprensa do Estado, não se trata de um fator isolado. Na Capital, uma família do mesmo tamanho com salário de R$ 5.622 também era beneficiada.

Outro exemplo citado pelo governo foi o caso de uma família de Batayporã, composta por quatro pessoas. Eles possuem uma renda familiar de R$ 6.072, mas continuavam a receber o auxílio de R$ 180. Pelas regras do programa, só podem ser contempladas famílias com renda familiar per capita de até meio salário mínimo.

Tem ainda casos de famílias que há mais de 12 anos recebem o benefício, criado em 2007.

O Estado adianta que vai intensificar o combate à fraude, evitar duplicidade e garantir os pagamentos de quem mais precisa.

 Segundo o corpo técnico da Sedhast, algumas dessas pessoas superaram a situação de vulnerabilidade porque conquistaram emprego ou se aposentaram e hoje não se enquadram mais nos critérios, mas continuaram a receber o benefício.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix