Campo Grande/MS, Terça-Feira, 23 de Julho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Trânsito
Quarta-Feira, 05 de Junho de 2019, 17h:11
Tamanho do texto A - A+

Blitz da GM, PM e Agetran termina com 30 multas à motoristas

Ação foi realizada na manhã desta quarta-feira na rua Ponta Porã em Dourados

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Divulgação/GM

Blitz da GM, PM e Agetran termina com 30 multas à motoristas

Fiscalização ocorreu em 250 veículos nesta manhã em Dourados

Equipes da Guarda Municipal, Polícia Militar e Agência de Trânsito de Dourados (Agetran) realizaram na manhã desta quarta-feira (5) uma fiscalização de trânsito preventiva e 30 motoristas foram multados.

A ação, de acordo com a nota divulgada pela GM, iniciou às 9h na rua Ponta Porã e teve objetivo de prevenir acidentes de trânsitos em Dourados e tirar de circulação veículos que não apresentem equipamentos obrigatórios, ou que não estejam em condições de rodarem na via pública, sejam por falta de segurança, ou por falta de documentação legalizada.

Os condutores de veículos também foram fiscalizados para ver se possuem Carteira Nacional de Habilitação e sua validade está em dia.

“Muitas pessoas assumem a direção veicular sem qualquer capacidade técnica para dirigirem ou guiarem, um carro ou uma motocicleta, pois não passaram por um processo de aprendizagem em uma autoescola, não são habilitados para isso. Essa atitude coloca em risco a vida das demais pessoas que circulam no trânsito douradense”, disse o Diretor de Operações da Guarda Municipal de Dourados, Evaldo Eliandro.

Na operação foram abordados 250 veículos, lavrados 30 autos de infrações de trânsito e 16 veículos removidos ao pátio do Departamento de Trânsito (Detran) por diversas irregularidades. Foram flagradas pessoas sem CNH, com CNH vencida, licenciamentos de veículos vencidos, equipamentos obrigatórios sem qualquer condição de uso e alterações de características do veículo.

“É corriqueiro para nós flagrarmos condutores com veículos em nome de terceiros com débitos e multas altíssimas. Na blitz de hoje foi abordado um condutor no qual a motocicleta tinha R$ 2,7 mil em débito e multas. O grande problema é que essa moto não está no nome do condutor, são as populares enroladinhas. E o proprietário que não fez a transferência que sai prejudicado, pois ele ainda é responsável por esse veículo e esse débito. A fiscalização preventiva vai continuar acontecendo e assim vamos salvamos vidas”, finalizou o Diretor Inspetor Evaldo.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix