Campo Grande/MS, Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017 | 04:44
27˚
(67) 3042-4141
Trânsito
Terça-Feira, 10 de Janeiro de 2017, 09h:35
Tamanho do texto A - A+

Maioria dos acidentes de trânsito na Capital envolve motociclistas

Dados são do BPTran; Má conduta de motociclistas aumentaria o número de acidentes

Natália Moraes
Capital News

Marco Campos/Capital News

acidente

De um total de 6.824 vítimas fatais ou não, 4.135 são motociclistas e 715 são garupas na Capital

Em Campo Grande, durante todo o ano passado foram registrados 8.517 acidentes. Destes, 4.579 envolviam motociclistas, conforme dados do Batalhão da Polícia Militar de Trânsito (BPTran).


Quando analisado o número de acidentados no trânsito da Capital, de um total de 6.824 vítimas fatais ou não, 4.135 são motociclistas e 715 são garupas – o que equivaleria ao primeiro e terceiro lugar, respectivamente, em um ranking de vítimas.


Conforme o examinador de trânsito do Detran-MS, Silvio Portes, existem atitudes que colocam os motociclistas em risco. As principais condutas erradas são: utilizar telefone celular encaixado no capacete; pilotar com apenas uma das mãos no guidão; fumar durante a direção; transitar com a viseira aberta; não fazer o uso adequado da seta; andar entre os veículos; realização de manobras perigosas; não utilizar vestimentas adequadas; não manter uma distância de segurança de outro veículo e utilizar pneu em mau estado de conservação.


Além da lista acima, o examinador ainda lembra que muitos cidadãos adquirem motocicletas e transitam sem habilitação pela cidade. “Alguns motociclistas precisam estar cientes que o trânsito não depende só deles, eles precisam estar mais atentos a tudo que acontece para se protegerem, pois em relação aos outros veículos eles são os mais vulneráveis”, disse Portes. (com assessoria)

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix