Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cultura e Entretenimento
Quinta-Feira, 11 de Abril de 2019, 17h:32
Tamanho do texto A - A+

Em Portugal, Cia de Dança ganha Concurso Internacional de Bailado do Porto

Criada em 2017, no Instituto Moinho Cultural Sul-Americano a Companhia de Dança conquistou também o terceiro lugar na dança neoclássica

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação

Em Portugal, Cia de Dança de Corumbá ganha Concurso Internacional de Bailado do Porto

Criada em 2017, no Instituto Moinho Cultural Sul-Americano a Companhia de Dança conquistou também o terceiro lugar na dança neoclássica

Grupo de Dança de Corumbá ganhou Concurso Internacional de Bailado do Porto, em Portugal, o prêmio é considerado uma conquista inédita para o município.Após uma semana na Europa, o grupo retornou a Cidade Branca com um prêmio em dinheiro de 1.000 euros (R$ 4.342,00).

 

O principal prêmio além do dinheiro é o valor histórico e o capital cultural que a Cia de Dança do Pantanal agrega para seu futuro e na busca por um patrocinador máster. O concurso, de 04 a 07 de abril, reuniu na cidade do Porto grupos de dança de todo o mundo.

 

A Cia de Dança foi criada em 2017 no Instituto Moinho Cultural Sul-Americano por sua diretora executiva Márcia Rolon, Além deste prêmio, o grupo obteve também em Portugal o terceiro lugar na dança neoclássica com a coreografia “Divertimento”, de Beatriz de Almeida. Na dança contemporânea, a coreografia apresentada, "Cultura Bovina", de Chico Neller, mostrou na Europa a diversidade pantaneira e chamou muito a atenção do público.

 

De acordo com o site Diário Corumbaense, a vaga para Portugal foi conquistada em julho de 2018 ao ser escolhido como melhor grupo de dança contemporânea, com a coreografia de Chico Neller no Festival do Passo da Arte Internacional de Indaiatuba, em São Paulo, concorrendo com companhias de toda a América do Sul.

 

Cinco bailarinos corumbaenses, uma paulista e dois argentinos formam o grupo vencedor. Kelven Alex Lopes, Kauan Coelho, Núbia dos Santos, Nayara Aponte e Izabelle Paiva formaram-se na escola de balé do Moinho, instituto criado há 15 anos no Porto Geral para atender estudantes de famílias em situação de vulnerabilidade em cursos de dança, música, tecnologia, cidadania, educação ambiental, além de apoio escolar. Kelven saiu do bairro Cervejaria para o Moinho aos sete anos. 

 

Brenda Ribeiro é paulista de São José do Rio Preto. Os argentinos Paloma Mariel Fernandez, de 20 anos, nascida em Buenos Aires, e Agustin Salcedo, de 23, de Mar del Plata, reforçaram este ano o grupo para compor a coreografia neoclássica “Divertimento”, baseada em obra de Mozart.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix