Campo Grande/MS, Domingo, 28 de Maio de 2017 | 16:10
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Sexta-Feira, 05 de Maio de 2017, 18h:59
Tamanho do texto A - A+

Caixa econômica federal suspende crédito imobiliário

Opção de financiamento é a mais baratas oferecidas pelo banco, ficando atras do Minha casa Minha vida

Cristiano Arruda
Capital News

Divulgação/Chico Pinheiro

minha casa minha vida

 

A Caixa econômica Federal suspendeu novos créditos imobiliários do pró-costista.  O motivo é aquele que a população já sabe; a falta de recursos para novos financiamentos. Essa opção de crédito cobra juros mais baixos a trabalhadores que possuem carteira assinada e querem financiar a casa própria, utilizando o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

No Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo o pró-cotista pode ser usado na compra de imóveis novos e usado no valor de até R$950 mil, já nos outros estados esse valor pode chegar até R$ 800 mil reais. Essa é a linha de credito mais barata da Caixa Econômica, só ficando atrás do Minha Casa, Minha Vida.

Em entrevista ao G1, o banco disse que os recursos disponíveis atendem a financiamentos já solicitados. No ano passado o banco já havia limitado os financiamentos por esse recurso por falta de dinheiro. O que colaborou para isso foi à queda no valor das contribuições, a crise do desemprego pelo qual o país vem enfrentando, o que levou o aumento dos saques do FGTS.
 
Esses financiamentos utilizando recursos do FGTS ultrapassaram o volume de crédito da poupança em 2016, segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, (Abecip). Em 10 anos essa é a primeira vez que isso acontece.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix