Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 22 de Setembro de 2017 | 02:25
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Quinta-Feira, 18 de Maio de 2017, 14h:56
Tamanho do texto A - A+

Ferrovia entre Dourados e Paranaguá poderá ser corredor da agropecuária entre Mato Grosso do Sul e Paraná

FIEMS e FIEP realizarão força tarefa para conclusão dos trechos

Cristiano Arruda
Capital News

 

Divulgação/Assessoria

Ferrovia entre Dourados e Paranaguá poderá ser corredor da agropecuária entre Mato Grosso do Sul e Paraná

A interlocução da Fiems para concretizar o projeto foi alinhada com o Governo do MS

Com objetivo de concretizar a ligação entre o Porto de Paranaguá (PR) e o município de Dourados (MS) através da Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste), os Governos dos estados de Mato Grosso do Sul e do Paraná vão unir esforços.


Com o apoio da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul e Federação das Indústrias do Paraná, além dos governos do estado, será realizada um força tarefa para viabilizar a conclusão do trecho da Estrada de Ferro Paraná Oeste (Farroeste), que será ligada entre as cidades de Dourados – MS E Guaíra – PR, tendo até a possibilidade de ser estendida ao porto de Paranaguá no Paraná.

A interlocução da Fiems para concretizar o projeto foi alinhada em reunião nesta quarta-feira (17/05), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), e contou com a participação do presidente Sérgio Longen, dos secretários estaduais de Infraestrutura de Mato Grosso do Sul e do Paraná, Marcelo Miglioli e José Richa Filho, respectivamente, além do diretor-presidente da Ferroeste, João Vicente Bresolin, e do diretor-administrativo da Ferrovia, Carlos Roberto Fabro.

 “O setor privado agora se associa a este grupo, buscando a viabilidade da ferrovia. Esse é um que projeto vem sendo discutido há muito tempo, e esperamos que nos próximos 90 dias consigamos avançar. Dependemos agora do apoio das bancadas federais de Mato Grosso do Sul e do Paraná, mas, com o alinhamento do governador Reinaldo Azambuja e do governador Beto Richa, vamos avançar nesse projeto”, considerou o presidente da Fiems, após a reunião.

“A ferrovia terá condições claras de ser um corredor para a agropecuária, mas também para a indústria, porque nosso Estado hoje exporta R$ 3 bilhões em produtos industrializados, teremos ganhos em competitividade”, acrescentou Longen.

A Ferroeste é de economia mista e tem o Governo do Paraná como seu maior acionista, detendo a concessão para explorar o trecho. Na prática, a ferrovia atende Cascavel e Guarapuava e um PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse), a ser apresentado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, serviria para ampliar a malha, fazendo com que a ferrovia passe a fazer a rota completa da concessão, indo de Dourados até o Porto de Paranaguá.

“Já faz alguns anos que temos discutido com Mato Grosso do Sul a possibilidade de estender a Ferroeste. São dois estados com produção forte em termos de Brasil e sabemos do potencial da região de Dourados, principalmente na divisa com o Paraná. Hoje chegamos a um modelo que acredito ser interessante para potenciais investidores, mas nada melhor do que lançar a PMI para ficar claro que será economicamente viável. Estou muito confiante”, disse José Richa Filho.

O próximo passo para avançar no projeto será no Encontro Internacional Sobre Gás Natural, na segunda-feira (22/05), do qual o governador Reinaldo Azambuja vai participar. “Teremos uma reunião com o governador do Paraná, em Santa Catarina, onde apresentaremos o projeto. Essa rodovia já foi muito discutida no passado, mas agora, com essa modelagem, trazendo a iniciativa privada, com a aquiescência da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) e dois governos somando esforços, acredito que vamos viabilizar o projeto e transformá-lo em realidade”, considerou o governador.

Para Marcelo Miglioli, não há dúvida de que a rota Dourados a Paranaguá é o melhor caminho para o escoamento da produção do Estado. “Mato Grosso do Sul tem todo interesse no projeto e vamos fazer o que estiver à altura para o projeto caminhar. A parceria realizada entre os estados somam esforços para que esse projeto saia do papel. Entre os projetos de macro infraestrutura que estamos trabalhando, esse é com certeza um dos prioritários”, encerrou.

Reprodução

Ferrovia entre Dourados e Paranaguá poderá ser corredor da agropecuária entre Mato Grosso do Sul e Paraná

A previsão será da Ferrovia vai ligar omunicípio de Dourados (MS) até o Porto de Paranaguá (PR).

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix