Campo Grande/MS, Domingo, 17 de Junho de 2018 | 17:50
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Sexta-Feira, 02 de Março de 2018, 16h:55
Tamanho do texto A - A+

Mato Grosso do Sul registra desenvolvimento econômico e social mesmo em meio à crise

Aumento do Produto Interno Bruto (PIB) – terceiro melhor resultado no Brasil - é exaltado pelo governo como resultado de gestão estratégica

Flávio Brito
Capital News

Divulgação/Assessoria

Mato Grosso do Sul registra desenvolvimento econômico e social mesmo em meio à crise

Governador Reinaldo Azambuja

Em meio a crise econômica, Mato Grosso do Sul comemora resultados positivos em indicadores que medem o nível de competitividade, desenvolvimento econômico e de governança. O governo do Estado atribui os número à adoção de medidas de austeridade e gestão estratégica, que incluem planejamento, eficiência, transparência, equilíbrio fiscal e na transversalidade das ações de governo. De acordo com as informações divulgadas pela assessoria de imp, o governo de Reinaldo Azambuja alcançou uma das maiores médias brasileiras no quesito transparência, com repetição de notas 10 em sucessivos levantamentos. 

 

Ainda segundo a assessoria, um dos três estados que, nesse período, pontuaram com as melhores médias na geração de empregos formais (com carteira assinada), no aumento do Produto Interno Bruto (PIB) – terceiro melhor resultado no Brasil - e na abertura de oportunidades, é ainda o quinto mais competitivo, o que explica a crescente incursão de investidores urbanos e rurais em todo território sul-mato-grossense.

 

Divulgação/Assessoria

Mato Grosso do Sul registra desenvolvimento econômico e social mesmo em meio à crise

Para chegar ao 5º lugar do Ranking de Competitividade dos Estados, atrás apenas de São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal – posição aferida pelo Centro de Liderança Pública, em parceria com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Group – o governo fomentou o processo de crescimento econômico tendo como conteúdo central os investimentos sociais, especialmente em saúde, educação, moradia, qualificação profissional e habilitação dos meios produtivos.

 

Conforme as informações divulgadas pelo Executivo, como resultado de todo este trabalho, no ano passado, a taxa de crescimento nos estados de maior liberdade econômica e potencial de mercado, conforme o Instituto Mackenzie, chegou ao segundo lugar do Brasil, com a abertura de 5.602 novas empresas e avanço de 5,62% em relação a 2016.

 

O Estado também conseguiu consolidar outros indicadores que demonstram e impulsionam o desenvolvimento, como o fortalecimento da agricultura familiar, que capacitou cerca 70,8 mil famílias de agricultores tradicionais, assentados da reforma agrária, indígenas, pescadores e quilombolas. A entrega de patrulhas mecanizadas, resfriadores de leite e a garantia de assistência e extensão rural  estão na lista de medidas voltadas para a produção agrícola nestas comunidades.

 

“Obras Inacabadas Zero”

Além de entregar à população empreendimentos que ela mesma financiou e não podia usufruir, Azambuja evitou aos cofres públicos um prejuízo bilionário. Das 215 obras que encontrou inacabadas quando assumiu, o governador já finalizou 208, divulgou a assessoria. E quer completar 100% de execução, incluído o Aquário do Pantanal, que só depende de uma decisão judicial para ser concluído.

 

Parceria com os municípios

Divulgação/Assessoria

Mato Grosso do Sul registra desenvolvimento econômico e social mesmo em meio à crise

O apoio do Estado – com recursos, respaldo político e estrutura operacional – assegurou a Campo Grande seu passo mais efetivo na restauração da governabilidade. As vitórias da parceria que vem lastreando a administração do prefeito Marquinhos Trad (PSD) identificam conquistas de expressiva dimensão, a exemplo do reaquecimento de investimentos em habitação popular, o que não acontecia desde 2013.

 

Dentro de algumas semanas serão iniciadas as obras para construção de 1.138 moradias, ação materializada pelo esforço comum entre o Governo do Estado, a prefeitura e o Governo Federal.  Famílias que possuem renda mensal de até R$ 1,8 mil serão atendidas por linhas de financiamento do Ministério das Cidades e contrapartidas locais. Além das moradias que serão edificadas, a parceria Estado-Município já acumula realizações importantes, como os investimentos na malha viária urbana da cidade e a ampliação das redes de serviço e equipamentos em segurança pública, educação e saúde.

 

Dialogar é outro exercício determinante de gestão. No ambiente convulsivo que a crise lançou nas relações entre empregados e empregadores, Mato Grosso do Sul conseguiu, pela via do diálogo, estabelecer, ainda que sem sua total amplitude, uma política pública de valorização dos servidores e de seus serviços. É o que atesta, entre outras realidades, o nível de remuneração dos professores, inscrito entre os melhores dos estados brasileiros, reflexo de duas receitas básicas: prioridade no equilíbrio financeiro em função das demandas essenciais e comprometimento com um ensino de qualidade.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix