Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018 | 14:59
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Segunda-Feira, 09 de Julho de 2018, 16h:18
Tamanho do texto A - A+

MSGás alcança primeiro recorde de distribuição de 2018

Setores comercial e residencial tiveram altas de até 35% no volume distribuído em junho, comparado ao mesmo período do mês passado

Flávio Brito
Capital News

Governo de MS

Reunião técnica com autoridades bolivianas debaterá gás natural

Companhia tem trabalhado para elevar o número de clientes, alega diretor

A Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGás) alcançou no último mês de junho, o primeiro recorde de distribuição da Companhia do ano de 2018. Os segmentos destacados foram o residencial e o comercial, com aumentos de 20% e 35% respectivamente. De acordo com os números divulgados pela companhia, em 2017, o volume distribuído no mesmo mês, no setor residencial foi de 1,92 mil m³/dia e o comercial chegou a 4,86 mil m³/dia. Este ano, o volume  alcançou 3,22 mil m³/ dia e 6,42 mil m³/dia respectivamente nos dois setores. 

 

Segundo a gerência comercial, os recordes se devem ao trabalho que a MSGás tem feito junto às construtoras, às ações direcionadas aos condomínios já habitados através de políticas de captação de novos clientes e também à procura do mercado comercial por um  serviço que disponibiliza um produto de entrega permanente e com melhor qualidade e preço, como o gás natural.

 

Para o diretor-técnico e comercial de Companhia, Bernardo Prates, o cenário para os próximos meses deve continuar com o clima de otimismo, em relação ao volume distribuído. “Entendemos que o mercado continuará reagindo da mesma forma, pois o gás natural se firmou comprovadamente por suas vantagens sobre os concorrentes no que se refere a boa qualidade da queima, fornecimento contínuo, não necessidade de armazenamento,  preço justo, pagamento após o uso, entre outros fatores. A população está cada vez mais convicta dos benefícios e  vantagens do uso do gás natural”, finalizou.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix