Campo Grande/MS, Sábado, 20 de Outubro de 2018 | 18:35
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Quarta-Feira, 09 de Maio de 2018, 18h:33
Tamanho do texto A - A+

Paraguai propõe financiar ponte sobre o rio Apa para ligar o Estado ao país vizinho

Investimento do governo paraguaio está estimado entre US$ 6 e US$ 8 milhões

Flávio Brito
Capital News

O Paraguai proporá ao Brasil financiar de maneira integral os mais de U$ 6 milhões que custará a construção de uma ponte sobre o rio Apa, que unirá San Lázaro, no departamento de Concepción, com Mato Grosso do Sul, informou nesta quarta-feira (9) o Ministério de Obras Públicas, segundo reportagem da Agência de notícias Efe. A ponte terá uma extensão de 200 metros e o investimento do Governo paraguaio está estimado entre US$ 6 e US$ 8 milhões.

 

O titular paraguaio de Obras Públicas e Comunicações, Ramón Jiménez Gaona, anunciou hoje que apresentará a proposta ao ministro Valter Casimiro Silveira durante o encontro marcado para o dia 17 de maio em Brasília, segundo um comunicado do Ministério. 

 

O Paraguai tem interesse de que essa infraestrutura seja construída o mais rápido possível para garantir sua ligação com o Brasil. “O Governo do Paraguai quer financiar 100% a ponte porque é uma obra do nosso interesse. É estratégico”, explicou à Efe o diretor de Planejamento Viário, Félix Zelaya.

 

Rota Bioceânica 

Tratado entre os dois países prevê ainda projeto para a rota bioceânica, que ligará os oceanos Atlântico e Pacífico. Neste caso, uma ponte sobre o Rio Paraguai. A obra ligará as cidades de Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, e Carmelo Peralta, no país vizinho. O empreendimento vai permitir que os produtos nacionais cheguem aos países asiáticos com menor custo, melhorando a competitividade. 

 

Para a região Centro-Oeste, a ligação com o Oceano Pacífico permitirá a exportação dos commodities agrícolas e produtos industrializados pelo Oceano Pacífico, via porto do Chile nas cidades de Iquique e Antofagasta. Quanto a Mato Grosso do Sul, fora esse impacto econômico, existe ainda perspectiva de avanços ao turismo local. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix