Campo Grande/MS, Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 | 01:21
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Terça-Feira, 04 de Julho de 2017, 19h:15
Tamanho do texto A - A+

Petrobrás inicia negociações com grupo chinês pelo Consórcio UFN3

Empresas assinaram pacto para tratativas que podem significar a venda da indústria

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

Petrobrás inicia negociações com grupo chinês pelo Consórcio UFN3

Com 80% das obras concluídas, UFN3 pode ser vendida para grupo chinês

A Petrobrás assinou nesta terça-feira (4) um memorando de entendimento com a Corporação Nacional de Petróleo da China (CNPC), que dá início a negociações para uma possível venda da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados, em Três Lagoas.

Divulgação

Petrobrás inicia negociações com grupo chinês pelo Consórcio UFN3

,,

 

Conforme a Petrobras, o acordo com a chinesa possibilitará que as duas empresas avaliem oportunidades de crescimento em suas áreas de atuação no Brasil e exterior. A aliança também incluiu potencial estruturação de financiamento, se for necessário.

A CNPC considera que o pacto com a Petrobras reafirma seu interesse em investir e aumentar suas atividades no Brasil. As duas já são parceiras há quatro anos na área de Libra.

No mês passado, o juiz da 1ª Vara de Três Lagoas suspendeu a ação do Ministério Público Federal (MPF) que proibia a venda da unidade e obrigava o retorno das obras que estão paralisadas desde 2014, com 80% dos trabalhos concluídos. Ao todo mais de 3 bilhões foram investidos.

Divulgação

Petrobrás inicia negociações com grupo chinês pelo Consórcio UFN3

,,

 

Desde março, após declaração pública de intenção de venda da Petrobrás, o Tribunal de Contas da União liberou o início das negociações, tendo um grupo chinês como principal candidato a compra da unidade, arcando também com as dívidas com os fornecedores da cidade, que já superam R$ 38 milhões.

A expectativa era de que a UFN3 produzisse cerca de 1,2 milhão de toneladas de ureia, reduzindo assim a dependência brasileira de fertilizantes importados, atendendo as principais regiões produtoras do país. Com a fábrica, mais de sete mil empregos seriam gerados e serviria de impulso a economia de Mato Grosso do Sul, quando em operação.

1 COMENTÁRIO:

Muito boa noticia, haja vista que a Fabrica produzira insumo agricola de extrema importancia para nosso Pais. Que Deus ilumine nossos Administradores publicos!!!!
enviado por: Alexandre Bertin em 10/07/2017 às 19:23:29
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix