Campo Grande/MS, Domingo, 21 de Julho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Quarta-Feira, 09 de Janeiro de 2019, 09h:56
Tamanho do texto A - A+

Preço do material escolar varia até 914% em Campo Grande

Dados foram divulgado por pesquisa do Procon/MS

Leonardo Barbosa
Capital News

Deurico Ramos/Capital News

No Centro, pais lotam papelarias à procura de materiais escolares

 

Pais devem ficar atentos na hora da compra do material escolar, pois os preços neste ano registraram variação de até 914,49% em Campo Grande. Os dados são de pesquisa divulgada hoje pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), do Governo do Estado, para auxiliar os consumidores.

 

Entre os dias 2 e 8 de janeiro, técnicos da superintendência estadual percorreram 11 estabelecimentos comerciais na Capital verificando os preços de itens básicos das listas solicitadas pelas escolas. A maior variação encontrada foi em um minidicionário com 352 páginas que está sendo comercializado de R$ 2,76 a R$ 28,00.

 

Em segundo lugar, o item com maior disparidade de preço foi o esquadro com diferença de preços de 878,26%, sendo encontrado para venda de R$ 0,46 a R$ 4,50. Itens como apontador de plástico simples e lapiseira apresentaram variação de 660% e 491,74%, respectivamente.

 

 “Como a variação apontada foi muito alta, comparar os preços é fundamental para o consumidor conseguir economizar trazendo economia para esse momento tão difícil e de tantas despesas que é o início do ano. Essa pesquisa é mais um serviço do Governo do Estado que ajuda a encontrar a opção de compra mais barata”, avalia o superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

 

Ele destaca, contudo, que preço é importante, mas não o único fator a ser avaliado na hora da compra. “A decisão deve levar em conta também a qualidade do produto, se está apto a ser usado, se tem procedência, tudo isso deve ser analisado”, ressaltou Salomão.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix