Campo Grande/MS, Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018 | 19:15
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Sexta-Feira, 02 de Março de 2018, 17h:38
Tamanho do texto A - A+

Serviços puxam aumento na oferta de empregos no Estado

Empresas do setor foi responsável pela geração de 775 novas vagas em janeiro

Flávio Brito
Capital News

O setor de serviços foi responsável pela geração de 775 novas vagas (diferença entre admissões e demissões) no mês de janeiro deste ano, mais que o dobro do mesmo período do ano passado, quando foi registrado um saldo de 344 vagas. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta sexta-feira, 02, pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

 

“Podemos dizer que os índices melhoraram significativamente, embora ainda não sejam ideais, isto porque muitos indicadores econômicos registraram resultados  mais otimistas e também a economia criativa pôde avançar como uma alternativa de geração de renda ”, avalia o presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS  (IPF-MS), Edison Araújo.

 

Em Campo Grande o saldo de empregos também melhorou para o segmento de serviços. Em 2017 eram 238 vagas e agora são 398. Já Dourados, saiu da zona negativa, com fechamento de 161 vagas em janeiro de 2017 e neste ano apresentou uma geração de 113 novos empregos com carteira assinada.

 

Quanto ao comércio, o fechamento de 481 vagas é um movimento considerado normal para início de ano, diante do encerramento de contratos temporários. Ainda assim, a queda no estoque foi menos acentuada que em janeiro do ano passado, que deteve 491 demissões a mais que admissões.

 

“Apesar desses dados do comércio, projeta-se um avanço de contratações nos próximos meses, porque o número de empresas constituídas aumentou 5,15% em relação a janeiro de 2017, segundo dados da Jucems”, pontua Edison. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix