Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 23 de Agosto de 2017 | 09:42
27˚
(67) 3042-4141
Educação
Sexta-Feira, 06 de Janeiro de 2017, 11h:58
Tamanho do texto A - A+

Escolas da Rede Estadual terão período integral de ensino

Para aluna o período integral traz um ensino completo, dando a oportunidade de o aluno demonstrar seus interesses e potencial.

Flavia Andrade
Capital News

Deurico/Capital News

Escolas da Rede Estadual terão período integral de ensino

Para aluna o período integral traz um ensino completo, dando a oportunidade de o aluno demonstrar seus interesses e potencial.

 

Fernanda Marques é aluna da escola Amélio de Carvalho Baís, uma das poucas escolas que já trabalham com período integral desde o ano de 2015 na Capital, e que com essa nova portaria do Ministério da Educação, passará pelas adequações para atender o novo projeto que será colocado em prática a partir de fevereiro de 2017.

 

 Saiba mais

   Mato Grosso do Sul terá 12 escolas em período integral a partir de fevereiro

Para estudante, “o período integral é importante, pois, o aluno tem mais oportunidades de mostrar aos professores o seu potencial, além de receber acompanhamento total, sendo ele pedagógico ou psicológico, ao mesmo tempo em que os professores se tornam mais disponíveis para ensinar e conversar com os alunos, outros alunos que tem mais facilidade com as matérias se dispõem a ajudar, ensinando os colegas”, afirma Fernanda.

Com o estudo voltado para o interesse acadêmico do aluno, Fernanda, tem presença garantida nas aulas que envolvem o conteúdo biológico, pois segundo ela, as faculdades que deseja cursar, são de biologia ou medicina veterinária.

Ainda de acordo com aluna, “a escola não é um lugar simplesmente para aprender conteúdo, mas também para convivência e família, pois as pessoas sejam elas colegas, funcionários ou professores, se tornam parte da nossa família”, conclui estudante.

Deurico/Capital News

Para aluna o período integral traz um ensino completo, dando a oportunidade de o aluno demonstrar seus interesses e potencial.

Fernanda Marques, Giovanna Luges e Rhayssa Bexiga, alunas da Escola Estadual Amélio de Carvalho Baís.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix