Campo Grande/MS, Domingo, 20 de Janeiro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
ENTREVISTA
Domingo, 15 de Julho de 2018, 07h:55
Tamanho do texto A - A+

Banco do Brasil vai destinar R$ 103 bilhões de recursos para a safra 2018/19

Superintendente do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul, Gláucio Zanettin Fernandes, fala sobre crédito rural

Esthéfanie Vila Maior
Capital News

Assessoria / Divulgação

Banco do Brasil vai destinar R$ 103 bilhões de recursos para a safra 2018/19

Superintendente Estadual do Banco do Brasil, Gláucio Zanettin Fernandes

 

Os produtores rurais de Mato Grosso do Sul podem contratar recursos do Plano Safra com redução de 1,5% nas taxas de juros do crédito rural. O Governo Federal liberou R$ 194,37 bilhões para financiar e apoiar a comercialização da produção agropecuária no Brasil.

 

Além disso, o Estado também tem disponível para 2018 R$ 2,1 bilhões para financiamento por meio do FCO. De janeiro a maio, Mato Grosso do Sul contratou R$ 566 milhões em recursos.

 

O Capital News entrevistou o Superintendente Estadual do Banco do Brasil Gláucio Zanettin Fernandes, que falou sobre as opções de crédito para Mato Grosso do Sul e o atendimento diferenciado para produtores rurais.

 

Capital News - Quais as opções de crédito para o setor agropecuário?

 

Superintendente Estadual Gláucio Zanettin Fernandes - O Banco do Brasil disponibiliza linhas de crédito adequadas às necessidades do produtor rural que deseja investir em seu agronegócio e aumentar sua produção agropecuária, tanto para custeio quanto para investimento em sua atividade.

 

Com os programas Pronaf, Pronamp, FCO, Custeio Empresarial e demais opções que o BB oferece, o produtor rural consegue financiar as despesas de produção, investir em benfeitorias, tratores, máquinas e implementos agrícolas, além de comercializar sua produção. As soluções de crédito rural oferecidas contribuem para a diminuição de custos, aumento da produtividade e melhoria no seu fluxo de caixa.

 

Ofertamos ainda seguros rurais, inclusive com cobertura ao faturamento esperado na atividade, além de ferramentas para proteção de preço, que promovem segurança e tranquilidade ao produtor rural.

 

Capital News - Os recursos do Plano Safra estão disponíveis desde o dia 1º de julho. Quanto será disponibilizado pelo banco e em quais condições?

 

Superintendente Estadual Gláucio Zanettin Fernandes - O Banco do Brasil vai destinar R$ 103 bilhões de recursos para a safra 2018/19. Desse total, R$ 11,5 bilhões serão destinados para as empresas da cadeia do agronegócio e R$ 91,5 bilhões em crédito rural aos produtores e cooperativas, dos quais R$ 72,8 bilhões são para operações de custeio e comercialização e R$ 18,7 bilhões para créditos de investimento agropecuário.

 

No estado de MS o Banco do Brasil vai destinar R$ 6,4 bilhões de recursos para a safra 2018/19.  Do montante, R$ 5,1 bilhões serão direcionados para operações de custeio e comercialização e R$ 1,3 bilhão para créditos de investimento agropecuário.

 

Capital News - Mato Grosso do Sul é o primeiro estado do Brasil a ter uma agência especializada em agronegócio. Qual a importância do atendimento diferenciado para os produtores rurais?

 

Superintendente Estadual Gláucio Zanettin Fernandes - A especialização no Agronegócio oferece atendimento ágil, integral e personalizado às necessidades do produtor rural com um conjunto de soluções que visam melhorar a experiência do cliente, através de equipe altamente capacitada em crédito rural e em investimentos, aliados a consultoria de engenheiros agrônomos e horário de atendimento estendido, além da condução dos negócios por meio de esteira de análise diferenciada com equipe de apoio exclusiva, uso de ferramentas digitais que facilitam e agilizam o atendimento e parcerias com revendas e concessionárias visando atuação integrada na condução dos pleitos dos nossos clientes. Nossa intenção é proporcionar aos nossos clientes um atendimento célere, qualificado e diferenciado.

 

Capital News - A agência foi inaugurada em março deste ano. Desde então, quais foram os efeitos positivos para o setor?

 

Superintendente Estadual Gláucio Zanettin Fernandes - "O que mais escutamos dos clientes, é a perceptível melhoria dos processos, notadamente com relação a rapidez com que as demandas são tratadas. A concentração do atendimento ao segmento do agronegócio na agência, promove diariamente maior especialização da equipe, convertida em notada celeridade na oferta de soluções e consequente satisfação dos nossos clientes. Temos ainda a presença dos nossos Engenheiros Agrônomos, que além de gerar proximidade, gera comodidade no entendimento às particularidades de nossos clientes, promovendo uma análise compartilhada dos projetos apresentados. Percebe-se ainda, que o fato da concentração, gera também comodidade e oportunidades aos nossos clientes, pois aguardando atendimento, ele estará sempre em companhia de outros produtores rurais, podendo trocar informações e experiências. A ambientação da unidade, também agrega valor ao relacionamento, pois reforça a importância do segmento para o Estado e para o Banco, proporcionando maior identificação junto aos nossos clientes." (Depoimento Gerente da Agência - André Risseto).

Deurico/Capital News

Colheita de milho

..

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix