Campo Grande/MS, Sábado, 21 de Outubro de 2017 | 23:42
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Sexta-Feira, 13 de Outubro de 2017, 09h:05
Tamanho do texto A - A+

Federação adia estadual da Série B e não descarta seu cancelamento

Federação aguarda laudo dos Bombeiros, caso libere o estadual poderá acontecer só no Douradão

Rogério Vidmantas
Capital News

Anderson Ramos / Arquivo Capital News

Estádio Madrugadão - Três Lagoas

Estádio Madrugadão, em Três Lagoas, precisa dos laudos técnicos exigidos pelo Estatuto do Torcedor

Parecia que estava tudo certo e a Série B do Campeonato Estadual começaria no próximo dia 21 com Operário AC, Cena e Misto, os únicos clubes que se habilitaram para disputar as duas vagas na primeira divisão em 2018.

 

Parecia, porque os participantes se preocuparam em montar os times, mas esqueceram de um detalhe importante: onde jogar? Sem estádios aptos para receber as partidas, a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) publicou uma nota adiando a primeira rodada em uma semana, mas a data ainda não é definitiva e até a possibilidade, ainda remota, da competição ser cancelada não está descartada.

De acordo com a entidade, os três estádios indicados pelos clubes disputarem a competição precisam a situação regularizada junto ao Ministério Público. A situação mais encaminhada é o Douradão, cujo laudo do Corpo de Bombeiros venceu nesta quarta-feira (11) e precisa ser renovado.

Já os estádios Andradão, em Nova Andradina, e Madrugadão, em Três Lagoas, precisam, além dos laudos técnicos exigidos pelo Estatuto do Torcedor, os contratos e convênios com empresa de segurança, ambulância, entre outros, que devem ser analisados pelo MP. “Sempre que cobro os dirigentes eles dizem que está tudo pronto, que os documentos estão sendo entregues. Pronto lá, mas não chegam na Federação para serem encaminhados para o Promotor”, reclama Marcos Tavares, vice-presidente e coordenador de competições da entidade.

Tá quase
No caso do Douradão, o presidente do OAC, Daniel Medeiros, diz que o documento está pronto, faltando apenas a assinatura do engenheiro para que seja entregue à Federação. Segundo ele, porém, é um assunto que está sendo tratado pela Fundação de Esportes de dourados (Funed), que administra o estádio. “A prefeita [Délia Razuk] me disse que o estádio estaria à disposição do Operário. Cheguei hoje [quinta] de viagem e vou me encontrar com ela amanhã para discutir esse assunto. Temos um contrato de utilização do estádio e estamos tranquilos quanto à liberação”, disse o dirigente.

RenatoGiansante/Arquivo GazetaMS

Laudos do Estádio Douradão são enviados para Federação

Douradão espera definição dos laudos para receber os jogos


Caso a liberação do estádio seja, de fato, concluída, Marcos Tavares afirma que a possibilidade de todos os jogos serem disputados em Dourados existe ou, em último caso, caso a liberação de nenhum dos estádios não aconteça, o campeonato ser cancelado. “Adiar foi o primeiro passo, mas temos até o dia 17 de dezembro para finalizar a Série B. Não havendo estádios em condições, a competição não será disputada e a Série A acontece com os dez clubes já garantidos”, disse.
 
Clubes
Enquanto o problema relacionado aos estádios segue, os clubes se preparam. O Operário iniciou nesta semana seu período de treinos no interior de São Paulo, inclusive vencendo um jogo-treino com uma equipe amadora de Indiaporã por 3 a 1. A delegação deve retornar ao MS pouco antes da estreia. Já o Cena apresentou o elenco esse semana para a competição. O Misto deve fazer o mesmo nos próximos dias.
 
Mantida a ordem dos jogos, mesmo com o adiamento, o primeiro jogo, no dia 28, será entre Operário e Cena, no Douradão. A rodada seguinte marca Misto recebendo o Operário e o turno termina com Cena e Misto.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix