Campo Grande/MS, Terça-Feira, 30 de Maio de 2017 | 01:34
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Quinta-Feira, 05 de Janeiro de 2017, 14h:13
Tamanho do texto A - A+

Prefeito diz que Ivinhema não deve disputar Estadual

Clube não terá apoio financeiro do poder público e não conseguiu levantar recursos na iniciativa privada

Rogério Vidmantas
Capital News

IviNotícias/Arquivo

Prefeito diz que Ivinhema não deve disputar Estadual

Ivinhema pode não disputar Campeonato Estadual

O Ivinhema pode ser o primeiro time a desistir de disputar o Campeonato Estadual. Pelo menos foi o que o prefeito reeleito do município Éder Uilson França Lima, o Tuta (PSDB) disse em vídeo divulgado nas redes sociais na noite desta quarta-feira (5). O não repasse do poder público e a dificuldade de encontrar empresas dispostas de investir dinheiro no clube são os principais motivos da não participação.

O Azulão foi o primeiro time a sinalizar a possibilidade de se afastar do futebol profissional. Depois, Águia Negra, Naviraiense e Serc também chegaram a pensar em seguir o mesmo caminho, mas conseguiram meios de se manter na disputa. A vaga aberta pode ser ocupada ser ocupada por Coxim ou Moreninhas, mas essa definição acontece apenas após a oficialização do pedido junto à Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS).

Em relação ao Ivinhema, o Ministério Público Estadual (MPE) encaminhou uma recomendação para a prefeitura de Ivinhema onde relata que não deveria ser aprovado o repasse de R$ 50 mil por mês ao clube devido a grave crise financeira e a prioridade em outros setores como educação, saúde e recuperação de estradas. E foi nessa linha que o prefeito se explicou no vídeo:

"Quero dizer que lutei incansavelmente para manter o Ivinhema na primeira divisão do futebol do Estado, mas todos sabem das dificuldades que estamos passando e que nesse primeiro momento temos que recuperar a malha viária e investir na saúde e educação. É até com sentimento de frustração que nós não conseguimos fazer o repasse de dinheiro ao time de futebol", anunciou o prefeito reeleito com 54,75% dos votos na eleição de outubro.

Tuta ainda disse que procurou a iniciativa privada para evitar a retirada do clube, mas que não houve respostas positivas. "Até momentos antes conversamos com diversos empresários para manter o nosso querido Azulão, mas isso não foi possível e o tempo foi passando e temos até amanhã [quinta-feira] para o prazo", disse se referindo a data limite para confirmar o time na competição que começa no dia 29 deste mês.

Nesta sexta-feira (6), a Federação reúne os representantes dos clubes para a reunião extraordinária e deve receber a desistência do Ivinhema. Coxim e Moreninhas são os times na linha sucessória por terem terminado em terceiro e quarto colocados da Série B de 2016 e esperam um posicionamento oficial das medidas que a entidade irá tomar.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix