Campo Grande/MS, Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017 | 04:39
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Quarta-Feira, 19 de Abril de 2017, 09h:56
Tamanho do texto A - A+

STF nega recurso do Flamengo e considera Sport campeão brasileiro de 1987

Supremo afirma que parecer é definitivo, porém rubro-negro ainda estuda novo recurso

Gian Nascimento
Capital News

Divulgação

STF nega recurso do Flamengo e considera Sport campeão brasileiro de 1987

Sport é considerado único campeão de 87

 

Agora é definitivo! O Sport é juridicamente o campeão brasileiro de 1987. O parecer foi dado na tarde desta terça-feira (18) pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que votou o recurso impetrado pelo Flamengo, que pedia a divisão do título. Dos quatro ministros que votaram, apenas um atendeu a pretensão do Flamengo, no entanto, por maioria, o Leão foi considerado o único campeão daquela edição da competição nacional.

Flamenguista, o ministro Marco Aurélio foi o relator do processo, porém foi um dos que votou contra a divisão do título. Além dele, Alexandre de Moraes e Rosa Weber rejeitaram o recurso, enquanto Luis Roberto Barroso, também flamenguista, foi o único que votou favorável.

O Departamento Jurídico do Flamengo anunciou que irá esperar a publicação da decisão para analisar se irá recorrer novamente, no entanto, o STF já declarou que a decisão é definitiva e não irá mais tratar sobre o assunto, sendo legalmente o Sport o detentor do título de 1987.

Entenda o imbróglio
Disputado até 1986 por clubes classificados pelos campeonatos estaduais, o Campeonato Brasileiro

Sebastião Marinho / Ag. O Globo

STF nega recurso do Flamengo e considera Sport campeão brasileiro de 1987

Time do Flamengo venceu o módulo verde em 1987, equivalente à elite

sofreu com o racha entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o Clube dos 13, criado em 1987 com o intuito de valorizar os principais clubes do país.

Naquele ano, o recém-criado grupo decidiu que os treze clubes filiados junto a Coritiba, Santa Cruz/PE e Goiás disputariam um campeonato nacional próprio, a Copa União, com isso, a CBF manteve o tradicional formato, organizando uma competição paralela com outras 40 equipes, prevendo, ao fim, um cruzamento entre os dois módulos.

Durante toda a competição, o Clube dos 13 afirmava que não disputaria este cruzamento e ao fim, o Flamengo, campeão da Copa União, e o Internacional, vice, recusaram enfrentar Sport e Guarani, que dividiram o título do Módulo Amarelo. Desta forma, a CBF fez a final entre o clube pernambucano e o de Campinas, onde o Leão saiu vencedor após dois jogos, sendo considerado o campeão nacional, apesar de o Flamengo também se considerar.

A disputa durou exatas três décadas, com diversos debates nos tribunais, sem um parecer definitivo até o momento, quando o STF parece ter dado fim às discussões legais.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix