CapitalNews

Segunda-Feira, 20 de Março de 2017, 11h:59

Agetran inicia obras na rotatória da Mato Grosso com a Via Park

Reordenamento do tráfego da região funcionará por 70 dias, tempo determinado para conclusão das obras

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação/Assessoria

Agetran inicia obras na rotatória da Mato Grosso com a Via Park

Rotatória Via Park com a Avenida Mato Grosso

Prefeito Marquinhos Trad e o Governador Reinaldo, uma parceria começaram nesta segunda-feira (20) juntamente com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) o inicio das obras de reordenamento do trânsito na rotatória das avenidas Mato Grosso e Nelly Martins (Via Parque). 

 

De acordo com o diretor-presidente da AGETRAN (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Janine Bruno, “as rotas alternativas são para desafogar o trânsito, que naturalmente ficará mais lento devido a essa interdição parcial”, diz Janine.

 

A Prefeitura de Campo Grande vai abrir alternativas de trânsito para os motoristas utilizarem durante os próximos 70 dias. Tempo previsto para conclusão das obras, período em que estão previstas interdições pontuais na Mato Grosso.

 

O projeto de reordenamento do trânsito vem atender demanda antiga dos moradores da região, com economia de quase R$ 30 milhões. A primeira proposta levantada para acabar com o estrangulamento foi a construção de um viaduto, que custaria cerca de R$ 35 milhões.

Mas, pensando na economia, e na situação financeira da prefeitura, do estado e do país, o prefeito Marquinhos Trad decidiu por destravar um projeto de 2014, que já tinha convênio assinado com o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). Garantindo assim a reestruturação do trânsito, investindo cerca de 5% deste valor. O prefeito conseguiu ainda um aditivo de R$ 300 mil, elevando o repasse para R$ 1.623.015,50.

No lançamento, Marquinhos explicou que com a garantia do aditivo pode dar inicio às obras. “A partir deste aditivo podemos dar início tivemos fôlego para a concretização dessa obra que vai reordenar o trânsito desta região. Hoje, os motoristas levam de 11 a 14 minutos para percorrer um trecho de 600 m a 1 km, com as mudanças, esse tempo vai ser reduzidos em até 70%. Então, os motoristas vão levar cerca de 4 minutos para percorrer o mesmo trecho”, salientou via assessoria o Prefeito Trad.

 

A primeira etapa das obras deve durar 20 dias, período em que será interditado este trecho da Avenida Mato Grosso, no sentido centro, a partir da Rua Antônio Teodorowick. Após esta obra, os próximos 15 dias seguintes, será fechada a outra pista (sentido bairro) e nos 20 dias finais haverá o fechamento do trecho da Avenida Mato Grosso – parcialmente até a rotatória – e integralmente nos dois sentidos da avenida na altura do bairro Coophafé.


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br