CapitalNews

Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017, 15h:31

OAB defende apuração urgente das denúncias contra Temer

Temer foi gravado por Joesley Batista, dono da JBS, defendendo a manutenção de propina em favor do ex deputado cassado Eduardo Cunha

Maisse Cunha
Capital News

Metrópoles

 OAB defende apuração urgente das denúncias contra Temer

Temer agora é um dos investigados na Lava Jato

A Diretoria do Conselho Federal e Colégio de Presidentes de Secionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), divulgou, ontem (18), nota a respeito a respeito das denúncias de corrupção envolvendo o presidente Michel Temer.

De acordo com a diretoria, “a serem verdadeiras as notícias, o Presidente Temer perde as condições para continuar à frente da Presidência. A sociedade precisa de respostas e esclarecimentos imediatos. As cidadãs e cidadãos brasileiros não suportam mais conviver com dúvida”.

 



A nota ainda diz que “a apuração dos fatos deve ser feita com celeridade, com transparência e garantido o devido processo legal. A Constituição é o porto seguro da cidadania. Nela encontramos a saída para momentos de extrema crise como a que agora vivemos”.

A OAB Seccional Mato Grosso do Sul defende que a única saída possível é a oferecida pela Constituição Federal e, pede a renúncia imediata de Michel Temer e de todos os citados na tentativa de obstrução da Justiça, caso as denúncias envolvendo o chefe do executivo nacional sejam comprovadas.

Portal no Ar

OAB defende apuração urgente das denúncias contra Temer

Joesley e Wesley Batista, delatores de Temer e Aécio

Temer foi gravado por Joesley Batista, dono da JBS, defendendo a manutenção de propina em favor do ex deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em troca de seu silêncio. O material faz parte do acordo de colaboração premiada dos irmãos Batista, fechado com a Procuradoria-Geral da República.

Além de Temer, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi gravado pedindo propina de R$2 milhões ao empresário. Segundo o Tucano, o dinheiro seria para pagar sua defesa na Lava Jato.


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br