Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 26 de Junho de 2017 | 15:04
27˚
(67) 3042-4141
Internacional
Terça-Feira, 30 de Maio de 2017, 13h:10
Tamanho do texto A - A+

Justiça Federal acata pedido do MPF e 17 respondem por tráfico internacional de drogas

Operação All In foi deflagrada pela Polícia Federal para o combate ao tráfico de drogas entre Brasil e Bolívia

Maisse Cunha
Capital News

Divulgação / MPF

MPF / MS

 

A Justiça Federal acatou denúncia do Ministério Público Federal (MPF), em Mato Grosso do Sul, no âmbito da Operação All In, deflagrada pela Polícia Federal (PF), em março passado, para o combate ao tráfico e drogas entre Brasil e Bolívia.

Os 17 réus responderão criminalmente por tráfico internacional, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

De acordo com a investigação, a quadrilha realizava o transporte aéreo de entorpecentes da Bolívia até o interior do Paraná, por meio do aeródromo de Ocorema, em Corumbá (MS). As drogas seguiam, então, de caminhão para estados do sul e sudeste do país, onde eram distribuídas. Em duas apreensões feitas pela PF, mais de 810 kg de cocaína foram encontrados com os criminosos.

Para lavar o dinheiro advindo do tráfico, o bando utilizava nomes de “laranjas” para a movimentação de contas bancárias e transferir a posse dos veículos, dentre os quais, caminhões, carretas, carros de passeio, moto e até aeronaves foram registradas em nome de terceiros para ocultar o lucro das drogas.

 Além da condenação, o MPF pede que a Justiça sequestre 22 veículos, 4 aeronaves e 3 imóveis utilizados em proveito dos crimes.

Dos 17 denunciados, 10 encontrram-se presos em Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo.

A Operação All In foi batizada em referência à jogada de poker, onde o jogador aposta todas as suas fichas em uma mão de cartas.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix