Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Meio Ambiente
Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 18h:46
Tamanho do texto A - A+

Mineradora passa por vistoria técnica da Defesa Civil

A iniciativa buscou analisar se os sistemas cumprem as normativas da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil para casos de rompimento.

Paula Navarro
Especial Capital News

Divulgação/PMC

Defesa Civil vistoria mineradora em Corumbá

Visita da Defesa Civil do município aconteceu nessa terça-feira (21)

 

Uma equipe da Agência Municipal de Proteção e Defesa Civil de Corumbá realizou uma visita técnica ao complexo minerário da empresa Vetorial, distante 25km do centro da cidade, para avaliar o funcionamento do Sistema de Monitoramento, Alerta e Alarme da Barragem Sul da Mina Laís, com controle a partir da Central de Operações. 

 

Conforme divulgado pela assessoria da Prefeitura de Corumbá, que acompanhou todo o procedimento, a empresa cumpre os requisitos de segurança. O diretor-executivo da Agência, Isaque do Nascimento, afirmou que esse é um procedimento preventivo e preparativo, onde foi constatado que “os mecanismos ora instalados preenchem satisfatoriamente os critérios mínimos estabelecidos pelas especificações preconizadas pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil”.

 

Além do sistema, a vistoria também aconteceu na instalação das placas de sinalização para barragens, que indicam as rotas de fuga e os respectivos pontos de encontros, bem como da disposição das torres, que dispõe de um Sistema de Alarme Sonoro e Visual, com alcance em toda população mapeada e sujeita a ser afetada pela onda de inundação de rejeitos em caso de desastre.

 

De acordo com a assessoria, em breve a Defesa Civil Municipal vai organizar um simulado de mesa juntamente com a mineradora, envolvendo os responsáveis estratégicos para cada linha de ação, a fim de ajustar e verificar a conduta de cada um diante de uma situação de emergência, na hipóteses de ruptura da barragem de rejeitos do complexo minerário.

 

Em outro momento será organizado e realizado um simulado prático, com a participação, inclusive, de órgãos externos. O teste vai envolver todo o contingente da empresa e a população localizada na trajetória da onda de inundação do rejeito, que poderão ser alertadas em tempo hábil, para que saibam como agir e se deslocar para uma área segura.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix