Campo Grande/MS, Terça-Feira, 25 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Segunda-Feira, 07 de Janeiro de 2019, 11h:37
Tamanho do texto A - A+

Bolsonaro participa da posse dos Presidentes do BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal

Os escolhidos pelo Ministro da Economia Paulo Guedes foram: Joaquim Levy (BNDES), Rubem Novaes (BB) e Pedro Guimarães (Caixa)

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação

Bolsonaro participa da posse dos Presidentes do BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal

Os escolhidos pelo Ministro da Economia Paulo Guedes foram: Joaquim Levy (BNDES), Rubem Novaes (BB) e Pedro Guimarães (Caixa)

Nesta segunda-feira (07), o ministro da Economia, Paulo Guedes, empossou durante cerimônia no Palácio do Planalto, os novos presidentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. O evento teve a participação do presidente Jair Bolsonaro.

 

Com o objetivo de ajudar a reforçar os cofres do governo, os presidentes dos três bancos públicos contam com o déficit para o orçamento de 2019 nas contas públicas podendo chegar a R$ 139 bilhões, o equivalente a 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB).

 

Caixa

 

 

Para a Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, foi o escolhido pelo Ministro da Economia, Pedro Guimarães, em discurso durante a solenidade no Planalto, o novo presidente da Caixa, disse que seguirá os lemas colocados pelo Presidente Jair Bolsonaro em sua gestão sendo eles: "Não podemos errar – mais Brasil e menos Brasília e um legado", afirma.

 

Ainda segundo novo presidente da CEF, nos próximos meses irá a todos os estados do país para ouvir demandas das comunidades. O giro pelo Brasil começará por Roraima e em seguida irá ao Amazonas. O restante do roteiro não foi divulgado. "Quero ouvir das pessoas o que elas pensam da Caixa", disse.

 

BNDES

 

Para o BNDES, o novo presidente é Joaquim Levy, segundo ele, " a economia está mais aberta e com mais espaço para o setor privado".

 

Ainda segundo Levy, “é preciso continuar combatendo o patrimonialismo e as distorções que foram verificadas e que são uma trava ao crescimento do país. Isso tem de mudar, tem de continuar mudando. Temos de combater o voluntarismo. A ferramenta é a transparência, a ética e a responsabilidade", aponta.

 

Banco do Brasil

 

 

Já para o Banco do Brasil, o novo presidente Rubem novaes, “Parecia que o povo brasileiro estava desesperançado. Nossos mais promissores jovens falando em deixar o país, empresários também. Hoje, temos uma responsabilidade enorme em reverter esse quadro e fazer com que os brasileiros voltem a se sentir honrados em serem brasileiros”, pontua.

 

Perfis

 

Joaquim Levy (BNDES): Engenheiro Naval com doutorado em Economia pela Universidade de Chicago, foi ministro da Fazenda na gestão Dilma Rousseff, e secretário do Tesouro no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Estava na diretoria do Banco Mundial antes de assumir o BNDES.

 

Pedro Guimarães (Caixa): PhD em Economia pela Universidade de Rochester, com tese sobre o processo de privatização no Brasil. Sócio-diretor do banco Brasil Plural, grupo financeiro fundado em 2009 que atua no mercado de capitais.

 

Rubem Novaes (Banco do Brasil): PhD em Economia pela Universidade de Chicago (Estados Unidos), foi diretor do BNDES, presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix