Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Sexta-Feira, 22 de Março de 2019, 13h:16
Tamanho do texto A - A+

Médium João de Deus é autorizado a deixar a prisão para tratamento médico em Goiânia

A internação deverá durar quatro semanas, sob escolta policial, ou monitoramento por tornozeleira eletrônica

Flavia Andrade
Capital News

Marcelo Camargo/Agência Brasil

João de Deus

João de Deus

 

Nesta quinta-feira (21), o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro autorizou a saída do médium João de Deus, para internação no Instituto de Neurologia de Goiânia. Conforme a decisão, o médium deverá ficar internado durante o período de quatro semanas, sob escolta policial, ou monitoramento por tornozeleira eletrônica. 

 

Em dezembro do ano passado, o Médium João de Deus foi preso, sob a acusação de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável, crimes que teriam sido praticados contra centenas de mulheres na instituição em que atendia pessoas em busca de tratamento espiritual, em Abadiânia, Goiás.

 

Segundo advogados, o ministro atendeu a um pedido da defesa de João de Deus, que tem problemas de pressão arterial e um "aneurisma da aorta abdominal com dissecção e alto risco de ruptura".  

 

Ainda conforme a decisão, Nefi Cordeiro entendeu que todo preso tem direito à dignidade e à saúde. No texto ministro aponta que, "Deverá o paciente, como decorrência, ser tratado pelo tempo mínimo indicado como necessário, em princípio de quatro semanas, salvo adiantada melhoria em seu estado de saúde que lhe permita o retorno ao normal tratamento na unidade prisional”.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix