Campo Grande/MS, Domingo, 28 de Maio de 2017 | 16:22
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Quinta-Feira, 18 de Maio de 2017, 10h:39
Tamanho do texto A - A+

Procuradoria-geral da República pede prisão de Aécio Neves

Pedido será analisado no plenário do Supremo Tribunal federal

Maisse Cunha
Capital News

Divulgação

senador Aécio Neves

Aécio foi afastado do mandato de senador e está proibido de deixar o país

O Procurador-Geral da República, Rodrigo janot, pediu a prisão do Senador Aécio Neves (PSDB-MG). O Ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, determinou que a decisão sobre pedido contra cabe ser julgada pelos membros da Suprema Corte.
 
Aécio foi afastado da presidência do partido e não poderá deixar o país, nem entrar em contato com investigados, no âmbito da Lava Jato.

A irmã do tucano, presa nesta manhã (17), flagrada pedindo dinheiro aos donos do Frigorífico JBS para Aécio, havia comprado passagens para Londres hoje à noite.

O vereador Mario Covas Neto (PSDB-SP) pediu a saída imediata de Aécio da presidência do partido: “Como presidente do PSDB na cidade de São Paulo faço um apelo ao senador Aécio Neves: deixe a presidência nacional do partido.  O senhor está sendo acusado de uma série de coisas e não tem condições de estar a frente do nosso partido nesse momento”, afirmou em rede social.

De acordo com o Jornal Folha de São Paulo, a tendência é que o vice-presidente jurídico assuma interinamente a direção da sigla e, posteriormente, convoque a Executiva Nacional da legenda para eleger um novo presidente.

A diretoria do partido tomará a decisão ainda hoje. 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix