Campo Grande/MS, Domingo, 16 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Segunda-Feira, 25 de Março de 2019, 19h:15
Tamanho do texto A - A+

O tabu da menstruação

Por Oscar D’Ambrosio*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

Prêmio Oscar 2019 na categoria de Melhor Documentário de Curta-metragem, “Period. End of Sentence”, traduzido por “Absorvendo o Tabu”, escrito e dirigido por Rayka Zehtabchi, é um filme indiano que aplica um soco no estômago de quem o assiste aberto a todas as suas nuances.

Unesp

Oscar D'Ambrosio - Artigo

Oscar D'Ambrosio

 

Não se trata apenas de uma obra que mostra a dificuldade da cultura daquele país de lidar com a menstruação. Obtém elevado impacto emocional por construir uma narrativa e um raciocínio que apontam como o não-uso de absorventes, no lugar de folhas de árvores ou toalhas não higienizadas, alia-se ao preconceito para um quadro triste.

A mulher obrigada a esconder a sua menstruação de colegas de escola ou em locais de trabalho perde o acesso à educação e à renumeração, respectivamente, tornando-se submissa nessas duas áreas. Nesse aspecto, o filme relata como um empreendedor local criou uma máquina que produz absorventes a preço acessível e biodegradáveis.

Por meio de uma campanha de arrecadação de fundos, a organização The Pad Project instalou a máquina na pequena vila indiana de Hapur e é apesentado como elas não só aprendem a utilizar o absorvente, mas também passam a fabricá-lo e vendê-lo num contexto em que muitos, seja qual for o sexo, ainda veem a menstruação como uma “doença de mulheres”.

 

 

*Oscar D’Ambrosio

Jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix