Campo Grande/MS, Terça-Feira, 26 de Março de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Terça-Feira, 08 de Janeiro de 2019, 12h:53
Tamanho do texto A - A+

Um épico mexicano

Por Oscar D’Ambrosio*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

O filme ‘Roma’, de Alfonso Cuarón, vem sendo considerado um dos melhores de 2018 e já foi premiado em Veneza e no Globo de Ouro. A belíssima fotografia em preto e branco e a forma de condução da narrativa são duas das principais qualidades ao enfocar ações do cotidiano da classe social abastada do México numa dimensão épica.

Unesp

Oscar D'Ambrosio - Artigo

Oscar D'Ambrosio

 

No mínimo, duas cenas do filme são antológicas, constituindo aulas de cinema e de humanidade: o momento em que a bebê da empregada doméstica que protagoniza a obra nasce morta; e o em que ela salva duas as crianças de se afogarem. São instantes que valem como formas de pensar a relação de cada um de nós com o mundo.

É exatamente disso, dos elos entre as pessoas e delas com a sociedade, que o diretor Afonso Cuaron está falando o tempo todo. A dona de casa abandonada pelo marido, a empregada largada grávida pelo namorado, que pratica artes marciais e as discussões internas entre as quatro crianças da família são espelhos dos conflitos humanos.

E tudo isso não deixa de lado as questões sociais, com manifestações estudantis, pobreza e violência urbana. A forma de integrar questões individuais com públicas e de dar ao cotidiano uma dimensão dramática diferenciada tornam o filme majestoso e sensível, numa jornada para a dimensão interna de cada um de nós.

 

 

*Oscar D’Ambrosio

Jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix