Campo Grande/MS, Sábado, 23 de Junho de 2018 | 05:56
27˚
(67) 3042-4141
Oportunidades
Sexta-Feira, 08 de Junho de 2018, 09h:13
Tamanho do texto A - A+

Termina o prazo para se inscrever no concurso da PM e dos Bombeiros

Interessados têm até às 16h para confirmar a participação e concorrer a uma das 650 vagas

Flávio Brito
Capital News

Edemir Rodrigues / Governo de MS

Comissão organizadora do concurso da PM e Bombeiros é divulgada

Ao todo, serão 650 vagas: 450 para PM e 200 para Bombeiros

O concurso público da Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros Militar (CBM) de Mato Grosso do Sul encerram nesta sexta-feira (8) as inscrições para concorrer a uma das 650 vagas abertas pelo Estado. No caso da PM, são 450 vagas e foram distribuídas com 50 para o curso de formação de oficiais, 388 para soldados e 12 para quadro de oficiais de saúde.

 

Já para o Corpo de Bombeiros são 200 oportunidades, sendo que 23 estão destinadas para o curso de formação de oficiais combatentes, 153 para soldados do quadro de praças, 12 para oficiais de saúde e 12 para oficiais especialistas. Os salários variam de R$ 3.352,53 a R$ 8.414,72, após a conclusão do curso de formação.

 

 As inscrições podem ser feitas até às 16h, horário de MS, de hoje, no site da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de MS (Fapems). O valor da inscrição é de R$ 204,16 para as vagas de oficial; R$ 205,36 para oficial de saúde; e R$ 127,60 para soldado.

 

A prova escrita para soldados e oficiais da PM será no dia 12 de agosto. Já a do Corpo de Bombeiros está marcado para 2 de setembro, possibilitando que os candidatos possam concorrer a mais de um cargo. 

 

De acordo com o edital, a idade mínima é de 18 anos completos e no máximo 30 anos para concorrer às vagas de soldados e oficiais combatentes de ambas as corporações. Para o ingresso nos quadros de oficiais da saúde e especialistas, a idade limite é 34 anos.

 

O nível de escolaridade exigido tanto para a PM quanto para os Bombeiros varia de acordo com o cargo pretendido:

 

Soldados - ensino médio completo;

Oficiais combatentes - nível superior em Direito;

Oficiais médicos - nível superior e especialização na área exigida pela corporação, com registro no conselho de fiscalização profissional;

Oficiais especialistas: nível superior na área exigida pela Corporação.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix