Campo Grande/MS, Sábado, 18 de Novembro de 2017 | 12:55
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 14 de Julho de 2017, 18h:37
Tamanho do texto A - A+

Douradenses são presos por tráfego de drogas em Goiás

Entres os sete detidos com 700 kg de maconha, está o ex-jogador de futebol Abelzinho

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Divulgação/PC

Douradenses são presos por tráfego de drogas em Goiás

Ex-jogador Abel (no canto direito superior) está entre os presos em GO

A Polícia Civil do Denarc (Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos) de Goiás prendeu nesta quinta-feira uma quadrilha composta por sete douradenses e transportando quase 700 kg de Maconha de Dourados à Goiânia. Entre os detidos está o ex-jogador do Operário de Dourados Abel Reginaldo da Silva Martins, 39, o Abelzinho.

Divulgação/PC

Douradenses são presos por tráfego de drogas em Goiás

 

O flagrante ocorreu no Jardim Europa, em Goiânia (GO) e além de Abel, Joelson Lima Santos, 46, apontado como líder da organização, Marcelo da Silva Nascimento, 32, Jaisson Oliveira Souza, 20, Anderson Nunes Vestena, 32, Gustavo da Silva Pereira, 20 e Paulo Ratier Pereira, 41, acabaram detidos.

A apreensão só foi possível após uma investigação de quatro meses que contou com a colaboração da Polícia de Alagoas. As autoridades prenderam um traficante daquele Estado que colaborou com as investigações até chegar aos sul-mato-grossenses. Além de Goiás, a quadrilha distribuía a maconha em outros estados, principalmente no nordeste, como Sergipe e Alagoas.

De acordo com a polícia, o esquema tinha três veículos, sendo um com a droga e dois na escolta. Se condenados, os presos podem pegar até quinze anos de reclusão por tráfico de drogas, com a possibilidade de aumento de até dois terços da pena por se tratar de tráfico interestadual, além de dez anos por associação para o tráfico, com a mesma hipótese de aumento.

Divulgação/PC

Douradenses são presos por tráfego de drogas em Goiás

Ex-jogador Abel (no canto direito superior) está entre os presos em GO

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix