Campo Grande/MS, Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017 | 00:46
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 17h:42
Tamanho do texto A - A+

Funcionário de fazenda de Porto Murtinho é denunciado por tráfico internacional de drogas e arma

A denúncia foi feita pelo MPF/MS . Se condenado, Teodoro Caceres poderá cumprir pena de reclusão de 11 a 37 anos

Alline Gois
Capital News

Assessoria/MPF-MS

Funcionário de fazenda de Porto Murtinho é denunciado por tráfico internacional de drogas e arma

Foram encontradas 1.032 munições de fuzil calibre 7,62mm

 

Um funcionário de uma fazenda da região de Porto Murtinho foi denunciado pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS) por tráfico internacional de drogas e de arma de fogo. Conforme a denúncia, Teodoro Caceres escondia na Fazenda Pranchada 400 Kg de pasta base de cocaína, 10 kg de cocaína, 48 carregadores de fuzil, 1.032 munições de calibre 7,62 mm e uma luneta com mira laser, todos oriundos da Bolívia. Além disso, também foram apreendidos cinco mil reais em espécies. 

O MPF denunciou o funcionário com base nas leis nº 11.343/06 e 10.826/03. Se condenado, ele poderá cumprir pena de reclusão de 11 a 37 anos. Em abril de 2016, ele foi preso em flagrante por policiais civis de Porto Murtinho, após denuncia do proprietário de uma fazenda vizinha, de que teria ocorrido um acidente aéreo na região. No local, os policiais encontraram o avião Centurion II parcialmente destruído e escondido em uma mata próxima à sede da Fazenda Baia Grande.

Após o flagrante, Teodoro confessou que ajudou a salvar e esconder o avião que posou na propriedade com a carga de drogas e armamento. Ele também alegou ter recebido cinco mil reais para descarregar o avião, que veio da Bolívia.

No momento, Teodoro está em liberdade e a Justiça Federal ainda não apreciou a denúncia do MPF.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix