Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 21 de Março de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 11 de Março de 2019, 13h:54
Tamanho do texto A - A+

Idoso de 69 anos é preso suspeito de abusar criança

A vítima foi encontrada por policiais militares saindo da casa do idoso bastante nervosa, e relatou os abusos a uma conselheira tutelar

Caroline Carvalho
Capital News

Divulgação/Polícia Civil

A vítima foi encontrada por policiais militares saindo da casa do idoso bastante nervosa, e relatou os abusos a uma conselheira tutelar

Na casa do suspeito, foram encontrados diversos itens infantis, que podem ter sido utilizados para atrair vítimas

Um homem de 69 foi preso na manhã deste domingo (10), suspeito de abusar de uma menina, em Aquidauana, a 140 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a polícia, a vítima teria sido abusada pouco antes de ser flagrada por militares saindo da casa do idoso. 

 

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais questionaram a criança sobre o que fazia na casa do homem, e ela começou a chorar, dizendo que estava com medo das ameaças que ele fazia, caso contasse para alguém o que tinha acontecido. 

 

Uma conselheira tutelar foi acionada e ao acalmar a criança, ela relatou os abusos. Segundo a vítima, o idoso passou as mãos em suas partes íntimas e a beijou. A criança ainda disse que foi constantemente ameaçada, caso falasse dos abusos para alguém. 

 

Segundo a polícia, na casa dos suspeitos foram encontradas calcinhas e shorts infantis, batons, bonecas e vários bichinhos de pelúcia. Os militares suspeitam que esses objetos eram usado para atrair as vítimas. O suspeito negou todos os abusos.  

 

Ainda segundo o registro policial, a menina foi levada para um hospital da cidade onde passou por exames de corpo de delito. O idoso foi preso e encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia de Aquidauana. Ele vai responder pelo crime de estupro de vulnerável. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix