Campo Grande/MS, Terça-Feira, 17 de Julho de 2018 | 15:37
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 30 de Novembro de 2017, 11h:28
Tamanho do texto A - A+

MS é alvo de operação da PF contra crimes em agências bancárias

Cerca de 100 policiais federais cumprem 35 mandados judiciais também em SP e PR

Laura Holsback
Capital News

Mandado de busca e apreensão é cumprido em Mato Grosso do Sul em operação deflagrada por policiais federais, na manhã desta quinta-feira (30). A ação denominada “Miguelito” tem o objetivo de desarticular organizações criminosas voltadas a práticas de crimes contra agências bancárias. Ao todo, são cumpridos 35 mandados também em São Paulo e no Paraná, expedidos pela Justiça Federal em Maringá. Em MS, a cidade alvo da operação é Nova Andradina. 

 

Conforme informações da polícia, investigações nos últimos 18 meses identificaram pelo menos dois grupos responsáveis por ataques a instituições financeiras em 20 agências bancárias nos estados de São Paulo e Paraná. 

 

Nas ações criminosas os grupos utilizavam armas de grosso calibre – em sua maioria fuzis – com táticas de realização de diversos disparos durante os delitos, espalhando clima de terror na população de pequenas cidades.

 

Visando impedir a ação policial local, realizavam disparos em direção ao destacamento policial para intimidar qualquer tipo de repressão. Em alguns dos roubos, houve a utilização de reféns como escudos humanos durante os confrontos ou durante as fugas. 

 

Em um desses confrontos, no dia 7 de abril, seis integrantes de um dos grupos morreram em Alvorada do Sul (PR). Na ocasião, eles retornavam de mais uma ação de explosão de agências bancárias.

Os criminosos responderão pelos crimes de organização criminosa, roubo agravado, latrocínio (roubo seguido de morte) em sua forma tentada, porte de arma de fogo de calibre restrito e exposição a perigo mediante explosão. Se condenados, poderão ter penas que podem passar dos 30 anos de prisão. 

 

Mandados

Cerca de 100 policiais federais cumprem 35 mandados judiciais, sendo 10 mandados de prisão preventiva, 5 mandados de prisão temporária, 2 mandados de condução coercitiva e 18 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Londrina, Cambé, Arapongas e Curitiba, no estado do Paraná; Sandovalina e Euclides da Cunha Paulista, em São Paulo; e Nova Andradina, no Mato Grosso do Sul.

 

Operação 

O nome Miguelito é referência aos instrumentos compostos de pregos retorcidos e espalhados pelas quadrilhas nas vias de fuga das ações para dificultar perseguições policiais.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix