Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 29 de Abril de 2019, 09h:37
Tamanho do texto A - A+

Nove são presos em Operação que desvendou assassinato no dia 18

Ação do SIG aconteceu na manhã desta segunda-feira em Dourados com apoio do Defron

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Divulgação/SIG

Nove são presos em Operação que desvendou assassinato no dia 18

Grupo preso na manhã desta segunda-feira em Dourados

O Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil e a Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira realizaram a Operação Mortalha (pano que envolve os mortos) nesta segunda-feira e nove pessoas foram presas ligadas ao assassinato de Wagner Sebastião dos Santos Haak encontrado no dia 18 em Dourados enrolado em lençóis em uma mata com sinais de tortura e enforcamento.

De acordo com o delegado do SIG responsável pelo caso, Rodolfo Daltro, a morte foi um “acerto de contas” de uma dívida contraída na cadeia por Wagner com integrantes de uma facção criminosa.

Divulgação/SIG

Nove são presos em Operação que desvendou assassinato no dia 18

Grupo preso na manhã desta segunda-feira em Dourados


Ainda segundo as investigações, a vítima foi atraída pela namorada e teve participação de duas filhas da mulher, sendo uma de 16 anos.

O SIG descobriu que a tortura e morte aconteceram em uma casa localizada no Bairro Cachoeirinha a pedido de uma liderança da facção que foi preso na operação junto a outro homem considerado seu “braço-direito”.

O SIG também descobriu os dois homens que foram autores do crime.

O corpo de Wagner foi enrolado em lençóis e transportado em um GM Corsa, cor vinho, por outros dois homens. Todos tiveram as prisões temporárias representadas.

Um dos homens responsáveis por executar o crime estava foragido do regime semiaberto e foi encontrado na casa de sua sogra que era a namorada da vítima.

Durante a operação, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12, duas munições para essa arma, um simulacro de arma de fogo (calibre 12), porções de maconha e uma motocicleta produto de furto. 

Todos os alvos da Operação Mortalha foram presos, e agora o Inquérito será finalizado pelo Delegado do SIG e encaminhado para apreciação do Ministério Público e Poder Judiciário.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix